Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Mostly Cloudy

Tecnologia Twitter vai desligar o formato de respostas em cascata de publicações feitas na rede social

Compartilhe esta notícia:

O Twitter também confirmou que vai desligar seu app beta “twttr”, usado para testar novas funções. (Foto: Reprodução)

O Twitter anunciou que vai desligar o formato de respostas em cascata de publicações feitas na rede social. Por meio de um tuíte, a rede social de Jack Dorsey disse ter ouvido o feedback dos usuários, que reclamaram que o formato deixava as interações mais difíceis de ler e não geravam engajamento.

“O seu feedback é o que dá forma ao Twitter”, disse a empresa. “Nós perguntamos e vocês nos responderam que esse formato de resposta não é o que queriam, já que ele tornou as conversas mais difíceis de ler e de vocês se juntarem a elas. Então estamos desligando esse formato para trabalhar em outras formas de aprimorar as conversas no Twitter”.

Em outra publicação, o Twitter listou algumas das razões pelas quais os usuários reprovaram o formato em cascata, como relatos de pouco contexto em relação a quem você estava respondendo ou um controle mais assertivo da conversa. A rede social disse estar trabalhando em todas essas frentes.

O Twitter também confirmou que vai desligar seu app beta “twttr”, usado para testar novas funções, antes destas entrarem no site principal. Segundo a empresa informou, usuários que estejam usando o app beta terão seu acesso negado temporariamente, enquanto a rede trabalha em novas formas de conversas e respostas.

Por ora, o Twitter está revertendo as respostas ao sistema antigo. As respostas em cascata foram introduzidas como teste em março de 2019, para dispositivos com sistema Android, chegando ao iOS em janeiro deste ano. O sistema passou por uma reformulação visual em maio, pouco depois da chegada da pandemia.

Conteúdo racista

É inegável a utilidade de redes sociais para disseminar informações socialmente relevantes e facilitar a comunicação entre pessoas com interesses em comum. Porém, todos nós sabemos que, infelizmente, também é comum encontrar quem utilize tais espaços para espalhar discursos de ódio e intolerância – seja sobre questões religiosas, políticas ou de preferências sexuais. O Twitter é uma das plataformas que mais sofre com tal problema.

Pensando nisso, a companhia acaba de anunciar que está atualizando suas políticas de uso e passará um pente ainda mais fino nos internautas que publicam conteúdos nocivos. A partir de agora, tweets com discursos de ódio sobre questões raciais, étnicas e nacionalidades serão excluídos instantaneamente com a ajuda dos algoritmos de detecção do serviço – mesmo que estes já provaram não serem tão eficazes assim.

“Nós criamos nossas regras para manter as pessoas seguras no Twitter e permitir que elas evoluam de forma contínua para refletir a realidade do mundo em que vivemos. Nosso foco principal é abordar os riscos de danos offline, e pesquisas mostram que a linguagem desumanizante aumenta esse risco”, explicou a companhia, em uma postagem publicada em seu blog oficial.

Além da remoção automatizada de conteúdos racistas e xenofóbicos, o Twitter também está trabalhando na possibilidade de suspender – mesmo que temporariamente – as contas que repetirem ofensas com frequência.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Google Maps ganha aba para fixar destinos e rotas frequentes
Apple abre programa de reparo para problemas de touchscreen do iPhone 11
Deixe seu comentário
Pode te interessar