Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
14°
Light Rain

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui


Brasil Veja tudo o que se sabe sobre caso da jovem atacada com ácido no Paraná

Compartilhe esta notícia:

Mulher alega ter jogado o produto químico na vítima por ciúmes do ex-namorado. (Foto: Reprodução)

A jovem de 23 anos Isabelly Aparecida Ferreira Moro está em estado grave após ser atingida por um ácido em Jacarezinho, no Paraná. O caso aconteceu na tarde de quarta-feira (22), quando a jovem voltava da academia. De acordo com a Polícia Militar paranaense, a jovem teve queimaduras no rosto, no peito e na boca. Além disso, a polícia também informou que ela ingeriu a substância. Ela está internada no Hospital Universitário de Londrina.

A suspeita de atacar Isabelly foi presa na madrugada dessa sexta-feira. A mulher que confessou ter jogado um líquido corrosivo na jovem, afirmou que cometeu o crime motivada por ciúmes. Ela está presa preventivamente após a captura.

Isabelly possui um perfil privado no Instagram, com pouco mais de 1,1 seguidores. Na descrição, ela se diz ariana e do Paraná. A jovem também usou a palavra “Direito” junto a um emoji de balança. Em seu Facebook, ela compartilhou que estava em um relacionamento sério em outubro de 2022.

A prisão ocorreu durante a madrugada, quando ela chegou em um hotel e pediu ajuda, alegando que era perseguida. O atendente do local ligou para a polícia e, quando os agentes chegaram, ela confessou o crime e foi presa.

Ao ser interrogada, ela afirmou que tinha ciúmes do namorado, que já teria se relacionado com a vítima. Ela disse que viu no celular do ex-companheiro mensagens antigas, trocadas entre o homem e Isabelly, o que a teria deixado com ciúmes e a feito planejar o ataque. O homem atualmente está preso por roubo, também em Jacarezinho.

A acusada contou também que jogou uma mistura de soda cáustica com água. O produto teria sido comprado dias antes em um supermercado. A jovem teve queimaduras no rosto, peito e boca e, segundo a polícia, ela teria ingerido parte da substância, o que agravou o quadro de saúde dela.

A suspeita chegou a ser flagrada caminhando pela rua usando roupas escuras, peruca loira e boné. Em depoimento, a presa disse que abandonou o que usava em um matagal próximo. Os itens já foram encontrados pela polícia.

Ela chegou a relatar que ficou escondida em uma área de matagal, onde estava se escondendo há quase dois dias, desde que cometeu o crime.

No local, os agentes localizaram as roupas utilizadas pela suspeita nas gravações do flagrante. Na ocasião, ela usava uma peruca loira como disfarce.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

“Indústria tem que levantar a cabeça e se defender”, afirma o presidente do BNDES
Mais uma mulher denuncia personal por crime sexual durante avaliação física: “Fiquei sem reação”
https://www.osul.com.br/veja-tudo-o-que-se-sabe-sobre-caso-da-jovem-atacada-com-acido-no-parana/ Veja tudo o que se sabe sobre caso da jovem atacada com ácido no Paraná 2024-05-24
Deixe seu comentário
Pode te interessar