Domingo, 26 de maio de 2024

Porto Alegre

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Acontece VIII Fórum Novos Horizontes RS aponta educação, saúde e infraestrutura como chave para o desenvolvimento

Compartilhe esta notícia:

Governador Eduardo Leite fez o encerramento do evento, realizado nesta quinta (8), em Xangri-lá.

Foto: Beto Rodrigues/Especial O Sul
Governador Eduardo Leite fez o encerramento do evento, realizado nesta quinta, em Xangri-lá. (Foto: Beto Rodrigues/Especial O Sul)

Uma ação da Rede Pampa, dentro do projeto RS Sustentável, o VIII Fórum Rio Grande do Sul – Novos Horizontes para o Desenvolvimento foi realizado nessa quinta-feira (8), na Sociedade dos Amigos do Balneário de Atlântida, em Xangri-lá. Reunindo nomes relevantes do setor público e privado, o evento contou com a presença do governador Eduardo Leite que comemorou os avanços gaúchos e o equilíbrio nas contas do Estado.

O presidente do grupo de comunicação, Alexandre Gadret, que se pronunciou no início do fórum, destacou a alegria em ver o salão lotado de lideranças e reiterou a missão da Rede Pampa em trabalhar em prol do Rio Grande do Sul. “É uma felicidade promover mais um debate para discutir as oportunidades que temos no horizonte, fazendo o nosso papel de levar essas informações para esse seleto público aqui presente e para aqueles que estão assistindo de casa”, compartilhou.

Gabriel Souza destacou índices que mostram o avanço do estado. Foto: Beto Rodrigues/Especial O Sul

“Fóruns como esses são importantes para a gente discutir não só o futuro do estado, mas o que fazer no presente para que a gente consiga avançar ainda mais”, afirmou o vice-governador do RS, Gabriel Souza, durante a fala de abertura. Em sua colocação, ele destacou números que remetem ao desenvolvimento do RS, com destaque para a queda em 80% no índice de criminalidade em relação ao maior valor da série histórica e à quinta colocação no ranking de competitividade do Centro de Liderança Pública.

Também participou da abertura, representando o Parlamento Federal, o deputado federal Pedro Westphalen, que elogiou a qualidade crescente do evento. “Aqui trocamos conhecimentos e fazemos conexões”, apontou. Além dele, o prefeito de Xangri-lá, Celso Barbosa, também falou no momento, agradecendo a escolha do município como sede para o fórum.

Em consonância com os pontos abordados pelo vice-governador, o debate apontou inúmeras vezes para a qualidade de vida como um dos fatores determinantes sobre o desenvolvimento e a prosperidade de um estado. Investimentos em educação, saúde e infraestrutura figuraram como fator comum nas colocações dos painelistas.

Eduardo Leite destacou os avanços do RS nos últimos anos. Foto: Beto Rodrigues/Especial O Sul

Responsável pelo discurso de encerramento, o governador Eduardo Leite comemorou os avanços gaúchos e o equilíbrio nas contas do estado, explanando sobre as proposições feitas pelo governo estadual em relação à arrecadação tributária. “O nosso governo, que completa 5 anos, foi o que mais reformou e fez pela despesa do nosso estado”, explicou Leite. “Temos 10 bilhões de compromissos a mais para pagar, que é uma conta de todos nós. Não podemos regredir agora que começamos a encontrar caminhos para a educação, para a segurança pública no RS. Tem que ser daqui para melhor. Nós viramos o jogo, mas o jogo não terminou”, completou, reiterando a transparência com a qual trata a questão das alíquotas no estado.

Ernani Polo destacou a parceria entre o poder público e o privado para o desenvolvimento do estado. Foto: Beto Rodrigues/Especial O Sul

O debate também abordou a importância de o setor público colaborar com o privado como forma de fomentar o desenvolvimento social e econômico. Para o secretário Ernani Polo, titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do RS (Sedec), também promotora do evento, “não existe lugar no mundo em que o setor privado prospere sem um setor público equilibrado e eficiente”. Polo acredita que a pujança do estado seja relacionada, ainda, à sua competitividade, proporcionando não só incentivos fiscais ao empreendedor, mas, também, um ambiente acolhedor e propício ao investimento.

Mantendo a tradição dos fóruns promovidos pela Rede Pampa, as discussões foram mediadas pelo coordenador do evento e vice-presidente do grupo de comunicação, Paulo Sérgio Pinto, que comemorou mais uma edição de sucesso, com 13 pessoas participando do painel, representantes dos setores da política, do futebol, das empresas e dos bancos de financiamento. “Esse time todo fez com que esse salão ficasse lotado. Estamos muito felizes pelos resultados. Assim vamos construindo um tema muito importante, que é o desenvolvimento, junto com a sociedade e seus representantes que estiveram aqui conosco”, celebrou Paulo Sérgio ao fim do fórum.

Compuseram o painel, colaborando com o debate sobre os novos horizontes para o Rio Grande do Sul, Adolfo Brito, presidente da Assembleia Legislativa do RS (ALRS); Artur Lemos, secretário-chefe da Casa Civil do RS, Fernando Lemos; presidente do Banrisul; Ranolfo Vieira Júnior, vice-presidente do BRDE; Alberto Guerra, presidente do Grêmio FBPA; Alessandro Barcellos, presidente do SC Internacional; César Saut, presidente da Rio Grande Seguros e vice-presidente da Icatu Seguros; Claudio Bier, presidente do Simers; Fabiano Dallazen, diretor da Corsan Aegea; Nei Manica, presidente da Cotrijal; Ricardo Faria, presidente da Granja Faria e o empresário Dunga.

O VIII Fórum Rio Grande do Sul – Novos Horizontes para o Desenvolvimento foi possibilitado pelo patrocínio da ALRS, da Sedec, do Banrisul, do BRDE, da Icatu Seguros, da Rio Grande Seguros e da Corsan.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Acontece

Fiscalização recolhe mais de 6 toneladas de alimentos em mercados de Tramandaí
CEEE Equatorial se explica a deputados estaduais sobre providências tomadas após o temporal de janeiro
https://www.osul.com.br/viii-forum-novos-horizontes-rs-desenvolvimento/ VIII Fórum Novos Horizontes RS aponta educação, saúde e infraestrutura como chave para o desenvolvimento 2024-02-08
Deixe seu comentário
Pode te interessar