Quarta-feira, 17 de abril de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
18°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Música Vinil supera CD em vendas nos Estados Unidos pelo segundo ano consecutivo

Compartilhe esta notícia:

As vendas de discos de vinil em 2023 alcançaram a marca de 43 milhões de cópias nos Estados Unidos. (Foto: Reprodução)

De acordo com a RIAA (Recording Industry Association of America), as vendas de discos de vinil em 2023 alcançaram a marca de 43 milhões de cópias nos Estados Unidos, ultrapassando as 6 milhões de cópias vendidas dos CD’s. Com isso, o clássico formato para se ouvir música supera os CD’s pelo segundo ano consecutivo, algo que não acontecia desde 1987.

Também deve se observar que o vinil vem de uma crescente comercial na indústria musical que já perdura 17 anos. Isso pode ser atribuído pelo grande interesse do público jovem em adquirir os discos de seus artistas preferidos.

Estrelas do mundo pop no século XXI como Taylor Swift e Olivia Rodrigo têm lançado seus últimos álbuns em vinil, impulsionando a venda do formato nos EUA e no resto do mundo, pelos recordes estabelecidos pelas cantoras.

Para se ter uma ideia, o vinil gerou US$ 1,4 bilhão em receitas no ano de 2023, superando os US$ 537 milhões de vendas dos CD’s. Contudo, o streaming ainda é o principal ator do atual cenário da indústria fonográfica, gerando US$ 14,4 bilhões no último ano.

Popularidade

O vinil, um formato de gravação de música que surgiu em meados do século XX, teve um papel fundamental na história da música. Embora tenha sido substituído por formatos digitais, como o CD e o streaming, os famosos bolachões nunca desapareceram completamente. Na verdade, a demanda por discos de vinil tem aumentado nos últimos anos, especialmente entre os jovens.

Muitos atribuem a popularidade do vinil ao seu som analógico, que é considerado mais quente e autêntico do que o som digital. Além disso, o ritual de colocar um disco na vitrola e ouvir um álbum do começo ao fim é uma experiência única que muitos fãs de música valorizam. O vinil também se tornou um item de colecionador, com muitos lançamentos especiais e edições limitadas sendo lançados exclusivamente em neste formato.

O vinil, que já foi considerado um formato ultrapassado, tem ressurgido com força total no século 21. Este formato, que foi popularizado na década de 1950, tem se tornado cada vez mais relevante nos dias de hoje.

O ressurgimento do vinil é impulsionado tanto por um interesse cultural quanto comercial. Muitos amantes da música preferem o som analógico do vinil em comparação com a música digital. Além disso, muitos artistas lançam seus álbuns em vinil como uma forma de oferecer aos fãs uma experiência mais completa e autêntica.

Por outro lado, o mercado de vinil tem crescido significativamente nos últimos anos. Grandes lojas de discos e pequenas lojas independentes têm visto um aumento nas vendas de vinil. Isso se deve em parte aos colecionadores que buscam raridades e edições limitadas, mas também porque muitos jovens estão descobrindo o vinil pela primeira vez. As informações são do site The Music Journal Brazil.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Música

Medicina do futuro: tecnologia será voltada para a prevenção
Mentir no currículo não vale a pena. Veja o que acontece com quem é pego
https://www.osul.com.br/vinil-supera-cd-em-vendas-nos-estados-unidos-pelo-segundo-ano-consecutivo/ Vinil supera CD em vendas nos Estados Unidos pelo segundo ano consecutivo 2024-04-02
Deixe seu comentário
Pode te interessar