Últimas Notícias > Magazine > Dicas de O Sul > Espetáculo do Grupo Cerco, sucesso de público e de crítica, retorna com apresentações

“Congregando Corações, construindo nova Terra” é o tema da Romaria do Padre Reus, que este ano tem o apoio do POACVB

(Foto: Ivan de Andrade)

O Porto Alegre & Região Metropolitana Convention & Visitors Bureau une-se aos apoiadores da 13ª Romaria do Padre Reus, um dos eventos religiosos mais importantes do Sul do País, marcado para o próximo dia 14 de julho, em São Leopoldo. Com o tema “Congregando Corações, Construindo Nova Terra”, o evento tem entre seus objetivos dar visibilidade ao processo de beatificação do sacerdote que ainda tramita junto ao Vaticano.

“A caminhada acontece todos os anos, mobilizando entre 30 e 40 mil pessoas. A grande maioria vem a pé de cidades da Região dos Sinos, pagando promessas e confessando sua fé ao padre”, explica o diretor de Cultura e Turismo, André Rotta, da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo – ACISTSL.

Para o gerente de Projetos do POACVB, Jorge Ghiorzi, “a Romaria do Padre Reus , é, sem dúvida, uma das maiores manifestações religiosas do Rio Grande do Sul. O Porto Alegre Convention Bureau está muito honrado em se incorporar este ano na promoção e divulgação desta atividade que atrai um grande número de visitantes e fiéis à região, movimentando toda a cadeira econômica local”, afirma.

Padre Reus e sua beatificação
O Padre João Batista Reus nasceu em 1868, na Arquidiocese de Bamberga, na Baviera (Alemanha) e, desde cedo, recebeu de seus pais, João e Ana Margarida Reus, primorosa educação religiosa. Muito jovem ingressou na Companhia de Jesus e, ordenado sacerdote, foi mandado para o Brasil onde, por muitos anos, foi professor de Teologia e orientador espiritual no Colégio de Cristo Rei, em São Leopoldo. É autor de livros religiosos em português, espanhol, alemão e italiano, entre eles, seu Diário Espiritual e Autobiografia que revela uma alma singular e mística
O sacerdote faleceu com fama de santidade, em razão dos milagres que lhe foram conferidos, no dia 21 de julho de 1947. Seu túmulo, junto ao Santuário do Sagrado Coração de Jesus, passou a ser um permanente centro e local conversão. Seu processo de beatificação iniciou em 1958, mas ficou parado por longos anos. Nos anos 90, os bispos gaúchos enviaram carta ao Papa João Paulo II, pedindo a beatificação do Padre Reus, em processo que ainda tramita no Vaticano.

SERVIÇO/ Evento: 13ª Romaria Padre Reus/ Tema: “Congregando Corações – Construindo Nova Terra”
Concentração: a partir das 9h na Igreja Matriz (Praça Tiradentes, Centro de São Leopoldo)
Início: às 9h30/ Percurso: ruas 1º de Março, Frederico Wolfenbuttel e Theodomiro Porto da Fonseca

Deixe seu comentário: