Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre

Economia A produção de petróleo do Brasil subiu quase 10% em junho

Compartilhe esta notícia:

O aumento de produção deve-se, principalmente, aos campos de Lula e Búzios. (Foto: ANP)

A produção de petróleo e gás natural do Brasil somou 3,821 milhões de barris de óleo equivalente por dia em junho, alta de quase 10% na comparação com o mês de maio, em meio à retomada de algumas importantes operações paralisadas devido ao impacto da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, informou nesta sexta-feira (31) a reguladora ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

“É a primeira vez desde janeiro, quando foram produzidos 3,168 MMbbl/d, que a produção nacional de petróleo supera 3 milhões de barris/dia”, ressaltou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

A produção de petróleo somou 3,013 milhões de barris/dia, alta de 9% se comparada com o mês anterior e 17,8% frente a junho de 2019.

No gás natural, a extração somou 128 milhões de m3/dia de gás natural, aumento de 12,3% em relação a maio e de 15,6% na comparação com o mesmo mês do ano anterior, disse a ANP.

O aumento de produção deve-se, principalmente, aos campos de Lula e Búzios, que respondem em conjunto por mais de 50% da produção total nacional, tanto de gás quanto de óleo, afirmou a reguladora.

Em Lula, houve retomada de produção do FPSO Cidade de Angra dos Reis e da produção à plena carga do FPSO Cidade de Mangaratiba e da P-67. Já em Búzios, houve o retorno à produção à plena carga das FPSOs P-74 e P-76.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis destacou também o aumento da jazida de Sururu, devido à entrada em produção de seu primeiro poço; o retorno completo da P-43, no Campo de Barracuda; e a retomada de Manati e Gaviões, que são campos de gás não-associado, dependendo de despachos de energia elétrica e consumo de gás no mercado.

Gasolina

A Petrobras anunciou aos seus clientes queda média de 4% no preço do litro da gasolina vendido em suas refinarias. O preço do óleo diesel não foi reajustado, segundo a empresa. A Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis) informou que a queda do preço, válida a partir da sexta-feira (31), foi de R$ 0,0692 por litro.

“Eu não esperava (alteração no preço da Petrobras). O mercado está muito volátil, com o câmbio subindo e a mudança na especificação da gasolina”, afirmou Sérgio Araújo, presidente da entidade.

A Petrobras já começou a vender aos distribuidores a gasolina com octanagem RON 93, que passa a ser obrigatória a partir de janeiro de 2022 em todo o País, segundo as novas regras da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

A Resolução 807/20, da ANP, entra em vigor na próxima segunda-feira, dia 3. A regra estabelece uma octanagem mínima de 92 pela metodologia RON (Research Octane Number), a mesma já existente na Europa.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

O dólar fechou em alta nesta sexta, mas encerrou julho com a maior queda mensal do ano
A Caixa anuncia novas condições para crédito com imóvel como garantia. Veja simulações
Deixe seu comentário
Pode te interessar