Sexta-feira, 05 de Junho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Celebridades Ana Maria Braga diz que seu tumor já reduziu 50%: “A missão é a cura”

Compartilhe esta notícia:

Apresentadora está em tratamento contra câncer no pulmão

Foto: Reprodução/TV Globo
Apresentadora está em tratamento contra câncer no pulmão. (Foto: Reprodução/TV Globo)

A apresentadora Ana Maria Braga, 70, retornou ao comando do programa “Mais Você”  (TV Globo), na manhã desta segunda-feira (02) e aproveitou para falar sobre o tratamento que está fazendo contra um câncer de pulmão. Segundo ela, os resultados têm sido positivos e o tumor já reduziu 50%.

“Eu estou seguindo com o tratamento, ele é necessário. E felizmente tem dado muito bons resultados. Estou indo muito bem, mas a missão é a cura. Tenho mais duas sessões programadas, então peço paciência a vocês, por que posso me ausentar por um ou dois dias. Mas estou focada na missão.”

Ana Maria, que já lutou contra o câncer outras vezes, afirmou que está fazendo um tratamento combinado de quimioterapia e imunoterapia. Ela explicou ainda que o tratamento usa o sistema imunológico do paciente para combater a doença. Segundo ela, ele ataca as células cancerosas, mas pode atacar também as células normais.

A apresentadora teve alguns efeitos colaterais, como vermelhidão na pele. “Eu aprendi no meu primeiro câncer que todos temos um poder imenso dentro da gente. Temos milhões de células. A gente está dando armas a cada uma dessas células para que ela possam entrar em guerra contra o tumor”, afirmou.

Ao anunciar que estava lutando contra a doença, Ana Maria já tinha afirmando que não perderá cabelo durante o tratamento, mas que há “dias em que você fica mais sensível”.

Além de se dedicar ao tratamento, Ana Maria Braga também se casou com o francês Johnny Lucet, 55, durante as férias, que já estavam programadas antes de saber da doença. O anúncio da união foi feito no programa “Mais Você” do último dia 10, pelos então apresentadores Fabrício Battaglini e Patrícia Poeta.

Carlos Henrique Teixeira, coordenador da oncologia torácica do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, afirma que a agressividade de cânceres de pulmão faz com que seja comum a recorrência, mesmo com tratamentos anteriores de sucesso. Por isso, é necessário manter um acompanhamento dos pacientes.

O adenocarcinoma, subtipo da doença que atinge a apresentadora, representa cerca de 40% dos cânceres de pulmão, de acordo com o Instituto Oncoguia. A doença atinge mulheres em uma proporção um pouco superior aos homens.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Celebridades

“Uma Noite em Buenos Aires” de volta a Porto Alegre em março
Ospa lança Temporada Artística 2020
Deixe seu comentário
Pode te interessar