Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
18°
Partly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Geral Brasileiro é agredido na Irlanda e relata xenofobia: “Não tive tempo de me defender”

Compartilhe esta notícia:

Roberto Gomes foi agredido com um taco e ficou com seis pontos no rosto após o ataque. (Foto: Reprodução)

O brasileiro Roberto Gomes Júnior, de 33 anos, foi atacado na noite do último sábado na cidade de Limmerick, na Irlanda, enquanto voltara para sua casa junto do irmão. Ele relatou ter sido abordado no caminho por um desconhecido, que o questionou sobre sua origem. Ao responder que era brasileiro, Roberto Gomes foi agredido com um taco. Ele ficou com seis pontos no rosto após o ataque.

O ataque aconteceu por volta das 22h30min, quando Roberto Gomes retornava do trabalho.

“Tudo aconteceu muito rápido. Eu nem tive tempo de me defender. Não tenho dúvidas de que se tratou de uma agressão racista, porque quando ele (o agressor) percebeu que não éramos irlandeses, disse ‘Ok’ e nos bateu (…) Caí direto no chão e foi então que percebi que estava coberto de sangue. Foi como viver um pesadelo”, disse o brasileiro ao jornal irlandês Irish Times.

Nascido em Duque de Caxias, Roberto Gomes se mudou para o país europeu há cerca de dois anos. Atualmente, ele está matriculado em um curso de inglês e trabalha meio período na indústria hospitalar:

“Tenho até medo de sair na rua. Isso (mudar para a Irlanda) foi um sonho para mim e, para ser justo, começou muito bem, mas infelizmente está terminando péssimo (…) Cada vez que me olhar no espelho de agora em diante, verei a cicatriz e lembrarei que isso aconteceu na Irlanda. É traumatizante”, contou Gomes ao Irish Times.

Ao jornal local Limmerick Post, o brasileiro disse que já tem planos de deixar o país: “Eu estava prestes a sair. Eu só estava tentando juntar algum dinheiro para voltar ao Brasil, mas agora depois disso estou com medo de ficar aqui. Meus planos de partir em junho provavelmente serão antecipados”.

Portugal

Em outra frente, entre 2017 e 2021, as denúncias de xenofobia contra brasileiros em Portugal cresceram 505%, segundo balanço da Comissão para a Igualdade e contra a Discriminação Racial do país. Nunca houve tantos brasileiros morando em Portugal quanto agora. Em um ano, o número de residentes legais aumentou 36%.

Dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras português divulgados em 20 de setembro de 2023 indicam que são quase 400 mil – sem contar os que estão sem documentos e quem têm dupla cidadania.

Estimativas de estudiosos do fenômeno imigratório avaliam que o total de brasileiros que vivem em Portugal pode chegar ao dobro disso. Portugal tem 10,4 milhões de habitantes; portanto, a depender da estimativa, os brasileiros representam entre 4% e 8% da população.

O aumento dos casos de xenofobia coincide com a ascensão do partido de extrema-direita português, o Chega, terceira força política do país. As informações são do jornal O Globo e do portal de notícias UOL.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Força Espacial dos Estados Unidos anuncia primeiro exercício militar em órbita com perseguição de espaçonaves no estilo “Star Wars”
Saiba quem são os influenciadores com quase 30 milhões de seguidores que são investigados por associação criminosa
https://www.osul.com.br/brasileiro-e-agredido-na-irlanda-e-relata-xenofobia-nao-tive-tempo-de-me-defender/ Brasileiro é agredido na Irlanda e relata xenofobia: “Não tive tempo de me defender” 2024-04-17
Deixe seu comentário
Pode te interessar