Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Cloudy

Rio Grande do Sul Com início em dezembro, a próxima operação “RS Verão Total” terá como prioridade a prevenção ao contágio por coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Mobilização sazonal será realizada de 19 de dezembro a 28 de fevereiro. (Foto: Arquivo/BM)

As ações do governo do Rio Grande do Sul durante a edição 2020-2021 da operação “RS Verão Total” terão como prioridade a prevenção ao contágio por coronavírus, por meio de protocolos sanitários específicos para as atividades nos municípios dos litorais Norte, Sul e Costa Doce. A mobilização, realizada todos os anos, será realizada entre 19 de dezembro e 28 de fevereiro.

O assunto pautou uma reunião on-line entre membros do Executivo, na tarde desta sexta-feira (16). Participaram os titulares da SES (Secretaria Estadual da Saúde), Arita Bergmann, e da SSP (Secretaria da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, que também acumula o cargo de vice-governador e coordenador da força-tarefa. Também estavam interligados aos debates representantes de áreas como Educação, Transportes, Comunicação e Turismo.

O vice-governador destacou a importância da integração entre as diversas áreas de governo para garantir segurança e suporte à população que tradicionalmente se desloca ao litoral no veraneio, mas sem esquecer os cuidados e precauções fundamentais em razão da pandemia, que ainda se faz presente:

“Depois de um ano de grande dificuldade, teremos o verão como um modo de retomar nossa alegria, mas não podemos relaxar nos cuidados preventivos para evitar novo aumento nas contaminações. Por isso, será essencial que, além do tradicional planejamento integrado por todos os órgãos, que no último ano trouxe ótimos resultados com redução de afogamentos e salvamentos, tudo seja orientado para assegurar a prevenção contra a Covid-19”.

A secretária Arita Bergmann, por sua vez, chamou a atenção para o fato de que todos os projetos devem levar em conta, em primeiro lugar, os protocolos de prevenção ao coronavírus. “É importante que nos mobilizemos para que este período seja seguro para a população, mostrando que, mesmo no veraneio, os cuidados devem permanecer”, frisou.

Os projetos de atividades específicas elaborados pelas secretarias e órgãos serão encaminhados à SES para que a equipe técnica da Vigilância em Saúde possa agregar os protocolos sanitários específicos e necessários para a prevenção do contágio entre os veranistas.

A operação “RS Verão Total” vai contar com uma logomarca e com peças de divulgação que seguirão a linha de prevenção e cuidados no enfrentamento à Covid-19. Novos encontros estão agendados para as próximas semanas.

Coletes, armamento e munição

Também nesta sexta-feira, batalhões da BM (Brigada Militar) de todas as regiões do Estado receberam 799 fuzis-carabinas e 1.777 coletes balísticos, que serão destinados para unidades de 108 municípios gaúchos. Conforme o Palácio Piratini, trata-se de um grande reforço para qualificar a proteção e o trabalho dos policiais da corporação no combate à criminalidade.

O investimento de R$ 8,3 milhões é parte do recurso possibilitado via emenda da bancada federal gaúcha, num total de R$ 67,3 milhões, com contrapartida de R$ 6,3 milhões do governo estadual. Essa é a oitava ação custeada a partir da emenda, pela qual já foram entregues 394 viaturas, 176 armas, 4.468 coletes e equipamentos de informática e comunicações para a BM e a Polícia Civil, além do cercamento eletrônico com 525 câmeras e 30 salas de monitoramento instaladas em 36 municípios.

Dentre as 799 carabinas, 312 serão distribuídas para 107 cidades, cumprindo a indicação realizada pelos deputados federais e senadores gaúchos na proposição da emenda, em 2017. As demais 487 armas e os 1.777 coletes balísticos foram adquiridos com saldo de economia entre o valor inicialmente orçado para compra dos bens previstos pela emenda e o que foi efetivamente aplicado.

A economicidade foi possível por meio das licitações realizadas pelo governo gaúcho, o que permitiu utilizar a sobra dos recursos para essa nova compra. A destinação desse extra foi definida conforme estudo da SSP e da BM e vai contemplar 30 dos 107 municípios listados pela emenda, mais a cidade de São Leopoldo.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

A Receita Federal encontrou 10 milhões de reais em drogas e outros produtos ilegais em um depósito no Centro de Porto Alegre
Campanhas de multivacinação e vacinação contra a pólio têm Dia D neste sábado
Deixe seu comentário
Pode te interessar