Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

Colunistas Com mudanças, reforma da Previdência passa no dia 8 pela Câmara

Darcísio Perondi (Foto: Divulgação)

Depois dos ajustes feitos ontem pelo governo na proposta inicial da reforma da Previdência, agora está praticamente garantida a maioria para aprovação na Câmara dos Deputados. O vice-líder do governo Darcísio Perondi teve participação ativa ontem nas negociações.

Perondi conversou com o relator da reforma da Previdência Social (PEC 287/16), deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), que confirmou que fará ajustes nos pontos mais polêmicos do projeto: as regras de transição, as pensões, a aposentadoria rural, o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e as aposentadorias especiais de professores e policiais.

O parlamentar deve apresentar em 18 de abril seu relatório à comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a matéria. Só então os detalhes das mudanças deverão ser conhecidos.

Cassados prefeito e vice de Palmares do Sul

A Justiça Eleitoral de Palmares do Sul cassou ontem os diplomas do prefeito eleito Paulo Lang (PT) e do seu vice, Luiz Braga Moraes (PROS), acusados da prática de diversas irregularidades, em especial o uso de bens e servidores do município no processo eleitoral. Da decisão de ontem, ainda cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral. Se mantida a decisão, a Justiça Eleitoral determinará a realização de novas eleições em Palmares do Sul.

O alerta da ministra Cármen Lúcia

Ao abrir ontem o Fórum Nacional da Infância e da Juventude, em Brasília, a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, alertou magistrados sobre a necessidade de encontrar solução para o drama de jovens e menores em conflito com a lei e vítimas de abuso. “Se não tivermos uma solução para os problemas desses jovens, teremos um Brasil muito pior amanhã. A falta de solução corresponde a um criador de novos problemas.”

Depois da recaída, vice retorna em Caxias

Depois da recaída da renúncia, na qual lembrou o saudoso Jânio Quadros, vice-prefeito de Caxias do Sul, Ricardo Fabris de Abreu (PRB), reassumiu ontem o seu gabinete. Se não renunciar novamente, permanece ocupando o espaço, por força de uma decisão liminar concedida pela Justiça.

Fabris anunciou a renúncia, insatisfeito, dentre outras razões, por não ter sido nomeado para o cargo de secretário da Segurança Pública de Caxias do Sul. O prefeito Daniel Guerra preferiu colocar na função o ex-secretário da Segurança Pública do Estado, e ex-superintendente da Polícia Federal, José Francisco Mallmann.

Em Cachoeirinha, um retrato da política

O prefeito Miki Breier (PSB), de Cachoeirinha, tinha vários currículos para escolher, na indicação do importante cargo de diretor do Departamento de Serviços Urbanos. Optou por nomear para o cargo alguém que tinha no currículo experiências em assalto a banco, formação de quadrilha, tráfico de entorpecentes, dentre outras. O seu diretor acabou assassinado esta semana. Reina expectativa sobre a escolha do currículo do substituto.

Combinação perfeita na manifestação

Ontem, novamente um grupo formado por nem-nem (nem estudam, nem trabalham), vândalos da pior espécie, e militantes políticos completamente transtornados, resolveram infernizar a vida dos trabalhadores e cidadãos que circularam pelo Centro. A pretexto de protestarem contra o aumento de passagens do transporte coletivo, cometeram vários crimes contra o patrimônio público e privado. Brigada Militar e guarda municipal, atentos, agiram com rigor. O rigor da lei. Merecem aplausos dos cidadãos de bem.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Os Maias
Governo se afoga no dinheiro
Deixe seu comentário
Pode te interessar