Sábado, 08 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Mostly Cloudy / Wind

Beleza Cuidados com a pele precisam ser adaptados no outono

Compartilhe esta notícia:

A pele do rosto é afetada pelo clima mais fresco e seco da nova estação. (Foto: Getty Images)

O ritual de skincare da pele deve mudar de acordo com as estações do ano. E isso não é frescura não. Sobretudo quando falamos da pele do rosto, 100% exposta aos fatores externos, que reage mais intensamente às alterações de temperatura e umidade. Para nos orientar, conversamos com duas dermatologistas, Bárbara Carneiro, membro da Associação Brasileira de Medicina Estética, e Juliana Piquet, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. As especialistas esclarecem dúvidas sobre como cuidar do rosto no outono.

1-A pele do rosto sente a diferença da alteração do verão para o outono?

A dermatologista Bárbara Carneiro afirma que sim. “Com o clima mais seco a pele tende a “perder” a hidratação, e pode ficar mais ressecada e opaca”, alerta. “As células da pele encolhem com o frio, prejudicando uma proteína chamada filagrina, que possui um papel fundamental na hidratação. Ela imprescindível na barreira de proteção da pele, evitando a perda de fluidos e o ressecamento”, explica a especialista. O segredo então é reforçar a hidratação da pele do rosto.

2-No outono, precisamos de menos proteção solar?

Não, o filtro de proteção solar que você usa no dia a dia deve permanecer o mesmo, independentemente da estação. “O Brasil registra um dos índices solares mais fortes do mundo. E dependendo da localização geográfica, esse índice permanece alto mesmo no outono e no inverno. É o caso do nordeste”, Observa a dermatologista Juliana Piquet. “Dias nublados e temperaturas mais frescas também não reduzem a necessidade de proteção solar. Nem todas as nuvens amenizam a radiação solar, inclusive algumas podem até aumentar a incisão de radiação solar. Desta forma, a preocupação com a fotoproteção em todos os dias do ano”, constata a dermatologista.

3-Para quem tem pele oleosa, deve-se continuar usando o mesmo sabonete facial?

Com as temperaturas mais frescas, a pele tende a produzir menos oleosidade mas não deixará de ser oleosa. A dica é optar por um ativo mais suave. “Um sabonete com ácido salicílico, por exemplo, tende a retirar a oleosidade em maior grau. Então, nesse caso, pode-se usar uma formulação mais delicada, menos abrasiva”, sugere Bárbara Carneiro, dermatologista. Outra orientação é não lavar o rosto mais de duas vezes ao dia para não alterar o equilíbrio da pele e, assim, aumentar ainda mais a oleosidade.

4-A esfoliação torna-se mais importante no outono?

A resposta é sim. “Existe maior incidência de pele morta após um período de longa exposição solar”, afirma a dermatologista Bárbara Carneiro. Se você tomou sol no verão é interessante seguir uma rotina para remover as células mortas e incentivar a renovação da pele. “O recomendado é esfoliar uma vez por semana e na sequência hidratar”, lembra a médica.

5-Com o fim do verão, pode-se retomar o uso de cremes faciais com ácidos?

A resposta para essa pergunta não é tão simples. Definir se é hora ou não de aplicar cremes com ácidos depende da quantidade de sol que se tomou no verão, de forma como se cuidou da pele na estação passada e do tipo de ácido que se quer usar. Agora é hora de acertar as contas com a pele. “De forma geral, a chegada do outono permite que comecemos os tratamentos para corrigir os “estragos” provocados pelo verão, como por exemplo, a textura irregular, as manchas que surgiram ou se intensificaram, poros mais aparentes. E é o momento de começar a pele para tratamentos mais agressivos indicados para o inverno”, sugere Juliana Piquet, membro da SBD.

6-A hidratação da pele do rosto deve ser reforçada?

Sim, no outono temos o tempo seco mas ainda com boa incidência de sol, portanto, a hidratação torna-se ainda mais importante. O creme hidratante facial deve ser alterado, por um mais intenso, principalmente se você usou um creme facial mais leve durante o verão. “Os hidratantes repõem a água, os sais minerais e a gordura perdida pela pele ao longo do dia. São os produtos mais indicados para o outono, mas para cumprir sua função, não precisam ser gordurosos”, alerta Bárbara Carneiro.

7-Como cuidar da área dos olhos e dos lábios?

A sugestão da dermatologista Juliana Piquet é optar por produtos mais emolientes e com ativos mais hidratantes. “Nos lábios, o ideal é aumentar a frequência de reaplicação do produto e, se mesmo assim continuarem ressecados, o indicado é fazer um skinboosters no consultório dermatologista assim que possível”, finaliza Juliana Piquet, dermatologista.

8-Qual rotina de skincare seguir?

O skincare deve seguir as necessidades de cada pele, de acordo com as especificidades de cada um. De forma geral, ao acordar e antes de dormir deve-se: higienizar, tonificar e hidratar. Considerando que pela manhã necessariamente deve-se passar o protetor solar. Já à noite, e principalmente no outono e no inverno, é possível reforçar os tratamentos de pele, com produtos que contenham ácido e vitamina C, pouco indicados para utilização do verão, e reforçar na hidratação, com produtos com resultados intensificados.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Beleza

Peeling no outono: 5 tipos de tratamentos para investir na meia-estação
Conheça três antioxidantes que combatem o envelhecimento e melhoram a flacidez da pele
Deixe seu comentário
Pode te interessar