Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
11°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Variedades É falso que Felipe Neto tenha superfaturado valor de purificadores de água enviados para o RS

Compartilhe esta notícia:

Influenciador fez vaquinha para adquirir equipamentos. (Foto: Reprodução)

No último dia 8, o governo federal entregou 220 purificadores de água para o Rio Grande do Sul. Os equipamentos foram comprados pelo influenciador digital Felipe Neto, a partir de doações arrecadadas pela internet, e foram entregues pela Força Aérea Brasileira (FAB) em Canoas. A ação contou com o apoio da primeira-dama, Janja da Silva.

Postagens nas redes sociais alegam, sem provas, que Felipe Neto teria aumentado o valor dos equipamentos. Em vídeo, ele disse que cada purificador custa, em média, R$ 22 mil. Uma das publicações desinformativas afirma que o preço de fábrica do filtro é R$ 12 mil.

Ao Estadão Verifica, a assessoria de imprensa da PWTech, empresa responsável pela fabricação dos purificadores de água, confirmou o valor dito pelo influenciador. A assessoria da PWTech explicou que o Rio Grande do Sul recebeu dois tipos diferentes de purificadores, sendo que alguns têm capacidade de filtragem de 5 mil litros/dia e outros de 10 mil litros/dia.

Segundo a empresa, cada equipamento custou, em média, R$ 18 mil. Nesse valor, está incluso o frete em regime de urgência de duas carretas de São Carlos (SP), local da fábrica da PWTech, para a base aérea de São Paulo. Esse preço inclui ainda os custos de paletização de 220 equipamentos, sendo 44 pallets (estruturas usadas na organização dos equipamentos) em regime de urgência.

O valor total de cada unidade saiu por R$ 22 mil, já que cada item foi acompanhado de um kit de manutenção (R$ 2.000) e um filtro de linha (R$ 2.000). “Cada purificador de água da PWTech (no valor de R$18 mil a unidade) enviado ao Rio Grande do Sul foi acompanhado de um kit de manutenção e um filtro de linha (totalizando R$ 22 mil), a fim de garantir maior durabilidade do equipamento”, informou a empresa.

A assessoria do influenciador comunicou que a equipe jurídica de Neto irá tomar as medidas cabíveis. “A equipe jurídica de Felipe Neto já está ciente e irá tomar todas as medidas cabíveis acerca das acusações mentirosas e infundadas articuladas pela extrema direita neofascista a fim de difamar e prejudicar a imagem do comunicador”.

As postagens que acusam Felipe Neto de superfaturar os produtos usam valores divulgados anteriormente pela imprensa. Em março, por exemplo, o Estadão publicou que o filtro custa cerca de R$ 15 mil. Essa cifra, como explicado pela empresa, não inclui as taxas de frete, de urgência e os kits de manutenção.

Em outubro de 2023, o governo brasileiro enviou 40 purificadores à Faixa de Gaza. Esses equipamentos tinham capacidade de filtrar 5 mil litros por dia.

A tragédia ambiental no Rio Grande do Sul vem sendo alvo de desinformação nas redes sociais. Para evitar cair em desinformação, busque informações confiáveis em fontes seguras.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Documentário com novas acusações de abuso sexual contra ator Kevin Spacey chega ao streaming
Maria Bethânia e Caetano Veloso gravam juntos a canção “Menino Deus” em feitio de oração para o povo gaúcho
https://www.osul.com.br/e-falso-que-felipe-neto-tenha-superfaturado-valor-de-purificadores-de-agua-enviados-para-o-rs/ É falso que Felipe Neto tenha superfaturado valor de purificadores de água enviados para o RS 2024-05-13
Deixe seu comentário
Pode te interessar