Sábado, 04 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Rio Grande do Sul Em São Paulo, o governador gaúcho destaca reformas e pede que investidores apostem no Rio Grande do Sul

Leite detalhou iniciativas em andamento, como privatizações, parcerias público-privadas, concessões e o novo Código Ambiental.

Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini/Arquivo
Leite detalhou iniciativas em andamento, como privatizações, parcerias público-privadas, concessões e o novo Código Ambiental. (Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini/Arquivo)

O governador Eduardo Leite afirmou, nesta terça-feira (18), que a hora certa para os investidores apostarem no Rio Grande do Sul é agora. A declaração foi dada durante o CEO Conference Brasil 2020, em São Paulo. Promovido pelo BTG Pactual, um dos maiores bancos de investimento da América Latina, o evento reúne líderes de diversas áreas para debater tendências no âmbito da política, economia, empreendedorismo, inovação e tecnologia.

Leite participou do painel “Os Estados e as Reformas”, que teve a mediação do jornalista Augusto Nunes. Ao lado dos governadores João Doria, de São Paulo, e Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, ele destacou a importância da Reforma RS para a retomada da confiança no Estado. “O Rio Grande do Sul aprovou a mais profunda reforma previdenciária entre os Estados do Brasil”, disse o governador.

A reforma estrutural do funcionalismo gaúcho altera regras previdenciárias e moderniza as carreiras dos servidores públicos do Estado. Dos sete projetos aprovados, cinco foram sancionados na segunda-feira (17), no Palácio Piratini.

“Fizemos uma reforma do tamanho da profundidade que exigia o nosso Estado, sem medo das repercussões políticas e, ao meu ver, no tempo certo. Desde a campanha falei que é no primeiro ano que se enfrenta as medidas mais polêmicas. Mas não foi preciso passar por cima de ninguém para atingirmos esses desafios. As sessões foram feitas com a presença dos servidores dentro da Assembleia Legislativa. Nós recebemos os representantes dos servidores e trabalhamos para criar um ambiente político que favorecesse a aprovação, um ambiente de confiança mútua”, explicou Leite.

Outro tema abordado pelo governador foram as medidas que estão sendo adotadas para que o Rio Grande do Sul tenha ganho de competitividade. Leite explicou que o governo trabalha em três frentes: investimento em logística, diminuição da burocracia e redução dos custos tributários. Nesse sentido, reafirmou o compromisso de apresentar uma reforma tributária em 2020.

Por fim, Leite detalhou iniciativas que estão em andamento, como privatizações de empresas de energia, parcerias público-privadas em saneamento, concessões de mais de mil quilômetros de estradas e o novo Código Ambiental. “Quem for ao Rio Grande do Sul vai encontrar um ambiente muito mais acolhedor aos negócios”, finalizou.

Regime de Recuperação Fiscal

No mesmo evento, pela manhã, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, ao comentar a situação dos Estados, destacou a reforma promovida no RS pelo governador Eduardo Leite e falou sobre a possibilidade de adesão ao RRF (Regime de Recuperação Fiscal).

“No Rio Grande do Sul, o governador aprovou várias das medidas necessárias para ingressar no Regime de Recuperação Fiscal, está negociando com a gente, mostrando a economia com as reformas e está bem próximo de ingressar no RRF”, afirmou Mansueto.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

A Justiça Federal reconhece a legalidade da rescisão de contrato entre o governo do Estado e o Cais Mauá
Dólar volta a bater R$ 4,35 e tem novo recorde de fechamento
Deixe seu comentário
Pode te interessar