Quinta-feira, 09 de dezembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Partly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Geral Foi retomado o projeto da Ciclovia Internacional ligando Rio Grande do Sul e Uruguai

Compartilhe esta notícia:

Trajeto inclui municípios gaúchos de Bagé, Aceguá e Jaguarão. (Foto: Divulgação/Sdect)

A construção da Ciclovia Internacional do Pampa voltou a ser discutida pelo governo gaúcho. O projeto binacional prevê um trajeto de 200 quilômetros, ligando os municípios de Bagé, Aceguá e Jaguarão, no Rio Grande do Sul, com Melo, no Uruguai, constituindo a primeira ciclovia entre fronteiras da América Latina.

O encontro com o chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, teve a presença do representante da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, José de Oliveira, que é coordenador do Núcleo Regional de Integração da Faixa de Fronteira do RS e acompanha desde o início o processo de elaboração da proposta. Também participou do encontro o secretário do Desenvolvimento Econômico de Bagé, Bayard Pereira.

Na reunião ficou definido que o Estado vai intermediar com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) a implantação da ciclovia. O trecho nacional será construído junto ao leito da BR-153.

Entre as ações iniciais, estão a demarcação do percurso com avisos de ciclistas em treinamento, ultrapassagem segura e dois pontos de parada para descanso, hidratação e pequenos reparos. Segundo Oliveira, o projeto concretiza a aproximação e integração dos povos, através do ciclismo sustentável.

Recuperação de estrada

O Daer (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem) – vinculado à Selt (Secretaria de Logística e Transportes) – começou na última semana a recuperação da ERS-122, na Serra. Os serviços, inicialmente, atenderão o trecho de 20 quilômetros entre São Vendelino e Farroupilha. O secretário da Selt, Juvir Costella, reforça que as ações integram o Plano de Obras 2019, anunciado em junho pelo governador Eduardo Leite.

“Definimos um plano de obras criterioso, de forma a atender as rodovias em piores condições de trafegabilidade. Nesse sentido, consideramos fundamental recuperar a ERS-122, pelo grande fluxo de veículos que recebe e por sua importância socioeconômica para o Estado”, explica Costella. “Nesses primeiros meses de governo, também ouvimos lideranças da Serra, que manifestaram a preocupação da comunidade com a situação da estrada.”

De acordo com o diretor-geral do Daer, Sívori Sarti, os trabalhos na estrada incluem a execução de tapa-buracos e drenos superficiais, além de remendos superficiais e profundos. Os serviços são realizados por meio do contrato de conservação das rodovias da área de abrangência da 2ª Superintendência Regional do Daer, de Bento Gonçalves, e devem durar menos um mês.

“A nossa missão é melhorar as condições da malha rodoviária estadual. Na ERS-122, por exemplo, conseguiremos entregar à população ainda neste semestre uma estrada muito mais segura”, diz Sarti. “A intenção é que, na medida do possível, essas atividades ocorram em outras rodovias e, assim, possamos qualificar os 11 mil quilômetros de rodovias administradas pelo departamento.”

Alterações de tráfego

Durante a execução da obra, a recomendação é que os motoristas circulem com atenção no trecho entre São Vendelino e Farroupilha. O local pode passar por interrupções totais, necessárias para o recorte da pista. Os bloqueios devem acontecer conforme o andamento dos serviços, com duração prevista de cinco minutos cada.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Gol começará a voar para seis cidades gaúchas a partir do final de agosto
Candidatos à Procuradoria-Geral da República são indagados por auxiliares de Bolsonaro sobre prisão em segunda instância
Deixe seu comentário
Pode te interessar