Terça-feira, 26 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Polícia Homem que matou menino a facadas é condenado a mais de 14 anos de prisão no interior do Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

A faca utilizada no crime, em Santiago, foi apreendida pela polícia

Foto: Polícia Civil/Divulgação
A faca utilizada no crime, em Santiago, foi apreendida pela polícia. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Um homem acusado de matar um menino de 10 anos foi condenado pelo Tribunal do Júri em Santiago, na Região Central do Rio Grande do Sul. O crime ocorreu no dia 18 de janeiro de 2019.

Segundo o MP (Ministério Público), durante a madrugada, pretendendo matar o novo companheiro da ex-mulher, Mikael Ananias da Silveira entrou na residência dela e atacou a pessoa que dormia na cama, sufocando-a com um lençol molhado e lhe desferindo facadas. Porém, quem estava no local não era o novo companheiro e, sim, o filho da sua ex-mulher, João Vitor Mendonça Severo, que acabou morrendo no dia seguinte ao ataque.

No julgamento realizado na sexta-feira (17), o Tribunal do Júri apontou que o réu foi o autor do crime e também reconheceu a presença das duas qualificadoras descritas na denúncia do MP: motivo torpe e emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima. A qualificadora de motivo torpe foi reconhecida porque o réu agiu por ciúme, querendo matar aquele que ele achava que era o novo companheiro da ex-mulher.

Já a qualificadora de emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima decorreu da surpresa, na medida em que a criança foi atingida pelos golpes de faca de forma inesperada, quando estava dormindo, sem chance de se defender.

Depois da votação, ao final da sessão, que durou quase dez horas, a pena foi fixada em 14 anos e 3 meses de reclusão. O réu está preso preventivamente desde a época do crime.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

“Bombas e balas não defenderão o mundo da Covid-19”, afirma o presidente dos EUA na ONU
Acidentes envolvendo ciclistas aumentam 65% em Porto Alegre no primeiro semestre deste ano
Deixe seu comentário
Pode te interessar