Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
12°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Colunistas Ingrediente eleitoral

Compartilhe esta notícia:

Esta coluna reflete a opinião de quem a assina e não do Jornal O Sul. O Jornal O Sul adota os princípios editorias de pluralismo, apartidarismo, jornalismo crítico e independência.

A despeito das especulações sobre minirreforma na Esplanada, o presidente Lula da Silva deve arrumar primeiro a cozinha. Os palacianos Rui Costa (Casa Civil) e Miriam Belchior (secretária-executiva da Casa) mal se falam, garante quem acompanha a rotina. Belchior não repassa todos os assuntos que trata direto com o presidente, em especial projetos do PAC III. Os colegas palacianos tentam, sem sucesso, armistício entre a dupla ou saída honrosa para Belchior, já que Costa é da cota do senador Jaques Wagner (PT-BA), o conselheiro do presidente – e quem o Barba gostaria que assumisse o posto desde o início. Tem ingrediente eleitoral nesse cenário. Miriam não tem voto, é a face técnica do Governo – herdada da gestão Dilma Rousseff. Já Costa vem da Bahia, que deu 1,5 milhão de votos de frente para Lula na eleição de 2022 contra Jair Bolsonaro.

Dupla face

Ex-ministro do Governo Dilma Rousseff, Aldo Rebelo foi um dos principais críticos do MDB à época do impeachment – o partido ao qual agora… se filiou. O MDB foi um dos articuladores contra a petista e depois assumiu a Presidência após a deposição de Dilma. Como testemunha na comissão do impeachment, o então comunista Aldo bradou: “Lamento e espero que a população perceba o que está acontecendo”.

Vaga certa

Sem mandato parlamentar, o presidente da Petrobras, Jean-Paul Prates, já tem opções e convites caso se confirme sua queda do comando da estatal. As principais interessadas são empresas privadas no setor de energia (petróleo e gás, biocombustíveis e fontes renováveis), onde já atuou. Advogado, também é cobiçado por grandes bancas.

Dor de cabeça

O leilão para a concessão do trecho da BR-040, entre BH e Juiz de Fora, pode gerar dor de cabeça para o Governo Lula e motoristas que transitam pela rodovia. Depois do leilão, o trecho restante da rodovia, entre BH e Brasília, hoje sob a responsabilidade da Invepar, voltará ao controle do DNIT, que não tem estrutura para manter os serviços na rodovia. À Coluna, a ANTT posiciona que o trecho da BR-040 continuará sob administração da Via 040, respaldada por decisão judicial de 2023.

Obras paralisadas

O Governo do Mato Grosso lançou o 1° edital de licitação de obra pública com a previsão de Cláusula de Retomada do Seguro Garantia. A iniciativa, que conta com a participação da Confederação Nacional das Empresas de Seguros (CNseg), tem como objetivo a redução de obras públicas paralisadas.

Conflito de interesses?

Deputado Luiz Philippe de Orleans aguarda resposta da Casa Civil ao seu requerimento (RIC 875/2024) no qual indaga qual foi o papel do ministro Rui Costa “na aprovação” do acordo entre a Petrobras e a Unigel. “A proximidade do ministro com o acordo, juntamente com as doações da Unigel para suas campanhas, suscita questões sobre a possibilidade de conflito de interesses”.

(Com Walmor Parente, Carol Purificação, Luiza Melo e Isabele Mendes)

Esta coluna reflete a opinião de quem a assina e não do Jornal O Sul.
O Jornal O Sul adota os princípios editorias de pluralismo, apartidarismo, jornalismo crítico e independência.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Notícias da Assembleia Legislativa do RS
O voto jovem nas eleições de 2024
https://www.osul.com.br/ingrediente-eleitoral/ Ingrediente eleitoral 2024-04-09
Deixe seu comentário
Pode te interessar