Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Fair

Economia Juros do cartão de crédito aumentam e do cheque especial recuam no Brasil

Os dados foram divulgados pelo Banco Central

Foto: Agência Brasil
(Foto: Agência Brasil)

A taxa média de juros cobrada no cheque especial no País caiu em dezembro, depois de ter registrado alta em novembro, passando de 306,6% para 302,5% ano ano. Em todo o ano passado, o juro dessa modalidade de crédito caiu 10,1 pontos percentuais – somava 312,6% ao ano no fim de 2018.

Por outro lado, o juro médio do cartão de crédito rotativo apresentou nova alta em dezembro na comparação com novembro – de 318,3% para 318,9% ao ano. Durante todo o ano passado, o crescimento foi de 33,5 pontos percentuais. A taxa estava em 285,4% ao ano no fim de 2018.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (29) pelo BC (Banco Central).

Limite para o cheque especial

Desde o dia 6 de janeiro de 2020, os juros cobrados no cheque especial estão limitados a 8% ao mês. Com o limite, a taxa anual será, no máximo, de cerca de 150% ao ano, conforme o BC.

Outras linhas de crédito

Os juros médios do crédito consignado (desconto na folha de pagamento) de pessoas físicas recuaram de 20,6% ao ano em novembro para 20,2% ao ano em dezembro – nova mínima histórica para a taxa.

A taxa média para aquisição de veículos por pessoas físicas caiu de 19,3% para 19,2% ao ano de novembro para dezembro, renovando o menor valor da série histórica, iniciada em junho de 2000.

Já os juros médios em linhas de capital de giro para empresas também renovaram a sua mínima histórica, chegando a 14,2% ao ano em dezembro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul mostra equilíbrio nas decisões
Petroleiros aprovam greve nacional a partir de sábado
Deixe seu comentário
Pode te interessar