Domingo, 31 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

Rio Grande do Sul Ministério Público gaúcho deixa de adquirir copos e utensílios plásticos

Compartilhe esta notícia:

A medida visa preservar o meio ambiente

Foto: Divulgação
A medida visa preservar o meio ambiente (Foto: Divulgação)

Foi publicada no Diário do MP (Ministério Público) do Rio Grande do Sul a Ordem de Serviço 01/2020, que veda a aquisição de copos e utensílios descartáveis derivados do petróleo ou não biodegradáveis para o consumo de bebidas e alimentos no âmbito da instituição.

A Ordem de Serviço autoriza a aquisição e o uso de materiais descartáveis biodegradáveis, como o poliácido láctico, o plástico de açúcar e o amido termoplástico, obtidos por meio de processos industriais que utilizam matérias-primas de fontes renováveis, como milho, cana-de-açúcar, mandioca, beterraba, entre outras.

A restrição desses materiais também deverá ser observada por terceirizados, prestadores de serviços e cessionários de espaços e de auditórios nas sedes do Ministério Público, mediante previsão contratual.

O documento sugere, por fim, que membros e servidores utilizem canecas, copos ou outros utensílios de uso individual nas dependências da instituição.

De acordo com o MP-RS, no Brasil são utilizados, em média, 720 milhões de copos descartáveis por dia. O órgão ressalta que “os índices de reciclagem de utensílios plásticos descartáveis são baixíssimos e, do ponto de vista econômico, é praticamente inviável a reciclagem de copos, pratos, talheres e canudos descartáveis”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

A avenida Nilo Peçanha, em Porto Alegre, tem bloqueio para obras
Os EUA pedem fim de ataques a bases militares no Iraque
Deixe seu comentário
Pode te interessar