Terça-feira, 07 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

Brasil Ministro do Supremo autoriza abertura de inquérito contra o presidente do Senado

Eunício de Oliveira. (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin autorizou a abertura de inquérito contra o presidente do Senado, Eunício de Oliveira (PMDB-CE), no âmbito da Lava-Jato. Fachin também determinou a retirado do sigilo sob o inquérito.

Na documento, Facchin aceita o pedido de instauração de inquérito feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o pedido para levantamento do sigilo dos autos, por” considerar inexistente qualquer motivo para manutenção da restrição de publicidade”.

Fachin, que é relator da Operação Lava-Jato no Supremo, também autorizou nesta quinta-feira (18) abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer. O pedido de investigação foi feito pela PGR (Procuradoria-Geral da república). Agora, Temer passa formalmente à condição de investigado na Operação Lava-Jato.

“À luz dessas considerações, determino o levantamento do sigilo destes autos. Atendida a providência, remetem-se à Polícia Federal para o atendimento das diligências apontadas à fl. 43, e outras necessárias à elucidação dos fatos, no prazo de 60 [sessenta] dias”, conclui o ministro.

Não há maiores detalhes sobre o processo. A decisão suspendendo o sigilo foi tomada a pedido de Janot.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Presidente interino do PSDB pede que ministros do partido continuem em seus cargos
Prazo para inscrição no Enem termina nesta sexta-feira
Deixe seu comentário
Pode te interessar