Quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
28°
Fair / Wind

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Futebol Com novo técnico, Inter vence a Chapecoense por 2 a 1 no Campeonato Brasileiro

Compartilhe esta notícia:

O Colorado foi muito competitivo no gramado da Arena Condá.

Foto: Ricardo Duarte/SCI
Colorado ocupa a décima-terceira posição na tabela. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Jogando em Santa Catarina na noite desta quinta-feira (24), o Inter venceu a Chapecoense por 2 a 1, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro e que marcou a reestreia do técnico colorado Diego Aguirre. O time gaúcho, em décimo-terceiro lugar na tabela (8 pontos), tem agora pela frente o América-MG, fora de casa, às 20h30min de domingo (27).

Os gols colorados foram marcados pelos atacantes Caio Vidal e Yuri Alberto, garantindo a primeira vitória do Inter na história dos confrontos entre as duas equipes na Arena Condá. Já os donos da casa amargam antepenúltima posição, dentro da zona de rebaixamento e ainda sem vencer no torneio.

O confronto

Dando início à sua segunda passagem como técnico do Inter (a primeira foi em 2015, sem contar as temporadas como atacante do clube em 1988-1989), Aguirre comandou um time que se mostrou bem mais ofensivo e efetivo que nos últimos jogos. E a equipe incomodou a Chapecoense desde o apito inicial.

Essa postura aguerrida encontrou reflexo logo aos 5 minutos de bola rolando: Patrick apertou, Yuri recuperou, Mauricio serviu e Caio, livre, finalizou para o fundo da rede adversária com um chute rasteiro e cruzado.

O treinador Jair Ventura mudou a disposição da Chape após o gol colorado. Com Fernandinho pela ponta-direita e Ravanelli próximo a Anselmo Ramon, o treinador aumentou a presença ofensiva de seus atletas.

Ao mesmo tempo, ofereceu mais espaços para os contra-ataques. Foi o que aconteceu aos 34, quando Yuri Alberto voltou a fazer gol, com um passe de Patrick.

A Chapecoense retornou do intervalo com Bruno Silva na vaga de Ronei. Ofensiva, a mudança lançou a equipe ainda mais para cima do Inter. Cada vez mais interessado nos contra-ataques, o Colorado também seguiu criando chances, oferecendo um panorama bastante franco na etapa final.

Apesar de os dois lados criarem, somente os alviverdes balançaram as redes no segundo tempo. Quem descontou foi Derlan, aos 9. Já nos minutos finais, uma troca de agressões na lateral do campo, próximo a uma das casamatas, resultou em três expulsões.

Receberam o cartão vermelho Bruno Silva, da Chapecoense, enquanto pelo lado do Inter “foram para o chuveiro mais cedo” Caio Vidal e o goleiro-reserva Danilo Fernandes.

Ficha técnica

– Inter: Daniel; Lucas Ribeiro, Zé Gabriel (Léo Borges), Víctor Cuesta, Heitor, Rodrigo Dourado (Johnny), Edenilson, Patrick, Maurício (Rodrigo Lindoso), Caio Vidal (Vinícius Melo) e Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

– Chapecoense: João, Matheus Ribeiro, Felipe Santana, Ignácio, Derlan (Foguinho), Ronei (Bruno Silva), Guedes (Felipe Baixola), Lima, Fernandinho (Mike), Ravanelli e Anselmo Ramón (Perotti). Técnico: Jair Ventura.

– Arbitragem: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ), auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ). VAR: Adriano Milczvski (PR).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Futebol

Ministro Gilmar Mendes, do Supremo, declara Moro suspeito em mais dois processos de Lula
Servidores voluntários da prefeitura de Porto Alegre ajudarão na vacinação contra o coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar