Sábado, 15 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

Colunistas Onyx Lorenzoni: “Se objetivo do STF é permitir que Lula dispute a eleição, Bolsonaro vai derrotá-lo”

Compartilhe esta notícia:

Ministro Onyx Lorenzoni avalia consequências da decisão de anular condenações na Justiça Federal de Curitiba. (Foto: Reprodução)

Experiente desde a famosa CPI dos Correios, onde teve papel decisivo na descoberta do desvio bilionário de recursos que envolvia diretamente José Dirceu e outras figuras importantes da esquerda, o atual secretário-geral da Presidência da República, Onyx Lorenzoni, recorda que no final dos anos 90, início dos anos 2000, a Justiça Federal criou em Curitiba a 13ª Vara Federal, “a única especializada em lavagem de dinheiro. Tem um um caso conhecido no Brasil como Banestado, que tinha uma agencia em Nova York que lavou dinheiro. Ali se forjou essa equipe que foi o embrião da Lava-Jato. Doutor Fachin, que atuou juridicamente no Estado do Paraná, não pode desconhecer isso, ele sabe disso. Ele diz que eles não tinham a condição de fazer o julgamento de dois casos de materialidade de lavagem de dinheiro. O que é o sitio de Atibaia, o que é o triplex do Lula senão lavagem de dinheiro? Então isso é fruto da ideologização que esse cidadão, o doutor Fachin, trouxe pra o STF.”

Objetivo é candidatura de Lula?

Onyx Lorenzoni comenta que “se eventualmente o objetivo do ministro Fachin é permitir que Lula venha disputar uma eleição, que venha. O Lula vai sofrer a maior derrota da vida dele. E vai ser sabe para quem? Para Jair Messias Bolsonaro.

O povo brasileiro que não vai na narrativa da imprensa engajada, sabe quem é o ser humano que ele colocou aqui no Palácio do Planalto, que difere de todos os demais presidentes.

Tinha um com luvinha de pelica, que falava rebuscado, mas que ferrou a vida do brasileiro. Todo mundo sabe de quem estou falando: é do paulista aí, que agora está querendo inventar uma candidatura arranjada para encontrar um caminho.

Depois, tem o Lula, que todo mundo sabe quem é, um ladrão que o Brasil conhece e reconhece o que ele fez.”

Dinheiro do BNDES para o exterior

Onyx traz um caso concreto que demonstra a extensão dos crimes praticados por Lula:

“Eu era ministro aqui da Casa Civil e assinei junto com o Paulo Guedes (ministro da economia), uma autorização de transferência do Tesouro Nacional para o BNDES de 42 milhões de reais. Sabe para que? Juros, dos 17 bilhões de dólares que o Lula mandou para África, para a América Latina a bordo do trafico de influência que ele fazia com a Odebrecht, e que rendeu para ele o Sitio de Atiba, o triplex. Aqui ninguém é bobo.”

Governo gaúcho terá dificuldades para privatizar mais

De olho em novas privatizações, como forma de fazer caixa e cobrir o déficit gigantesco previsto para 2021, o governo gaúcho tem sérias dificuldades para arrumar os votos necessários à aprovação, na Assembleia Legislativa, da Proposta de Emenda Constitucional que dispensa plebiscitos para privatizar Corsan, Banrisul e Procergs.

Desta vez, o governo não poderá contar com os votos da oposição (PT,PSOL e PDT) que garantiram a prorrogação do aumento de impostos. A oposição e grande parte da base do governo são contra a privatização, em especial da Corsan e o Banrisul.

Placar da vacina

O vacinômetro do Ministério da Saúde apresentava, ontem à noite (15), estes números: no País, 49,794 milhões distribuídas e 32,810 milhões aplicadas por governadores e prefeitos.

No Rio Grande do Sul, das 3,604 milhões de vacinas recebidas, 3,313 milhões foram distribuídas, e 2,415 milhões foram aplicadas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Pandemia, e não CPI, definirá sorte de Bolsonaro
Autoconhecimento – A alavanca para uma vida plena
Deixe seu comentário
Pode te interessar