Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fog

Saúde Os Estados Unidos têm 2.785.023 casos confirmados de coronavírus, com 129.397 mortes

Compartilhe esta notícia:

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que haverá uma solução para a crise do novo coronavírus até o fim do ano. (Foto: Shealah Craighead/The White House)

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos reportou neste sábado (4) um total de 2.785.023 casos de novo coronavírus, aumento de 52.492 casos em relação à contagem anterior, e disse que o número de mortes se elevou em 749, para 129.397.

A atualização é feita diariamente com base em dados confirmados às 16h (horário local) no dia anterior. Os números do CDC não refletem necessariamente casos relatados por Estados individuais.

Os casos confirmados de coronavírus no Estado norte-americano da Flórida subiram a um recorde de 11.458 neste sábado, informou o departamento de saúde do Estado. É a segunda vez em três dias que o número de casos aumentou em mais de 10 mil.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou aumento recorde nos casos globais de coronavírus neste sábado, com o total aumentando em 212.326 em 24 horas.

As maiores elevações foram nos Estados Unidos, no Brasil e na Índia, de acordo com um relatório diário. O recorde anterior da OMS para novos casos era de 189.077 em 28 de junho. As mortes permaneceram estáveis em cerca de 5 mil por dia.

Os casos globais de coronavírus ultrapassaram 11 milhões na sexta-feira, segundo contagem da Reuters, outro marco na disseminação da doença que matou mais de meio milhão de pessoas em sete meses.

Solução para a crise

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, discursou neste sábado (4), Dia da Independência no país, diante de centenas de convidados — a maioria sem máscaras — na Casa Branca. No pronunciamento, o republicano voltou a criticar a China pela pandemia de Covid-19 e disse que haverá uma solução para a crise do novo coronavírus até o fim do ano.

“Estou certo de que teremos tratamento e solução com vacina muito antes do fim do ano, disse. Para o presidente, os EUA vinham apresentando uma série de bons resultados, “mas, no meio do caminho, fomos atingidos pelo vírus que veio da China”, afirmou Trump, repetindo uma das críticas mais frequentes ao país onde os primeiros casos de Covid-19 foram relatados.

O republicano ainda citou o envio de respiradores a outros países — inclusive ao Brasil — como “mostra de nossa boa vontade”.

Após uma crise grave em Nova York, o novo coronavírus vem avançando em outros estados norte-americanos nas últimas semanas, inclusive na Flórida e no Texas, que já haviam iniciado a reabertura. As informações são da agência de notícias Reuters e do portal de notícias G1.

 

 

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

A Anvisa libera testes de uma vacina chinesa contra o coronavírus
O Brasil chega a 64.867 mortes por coronavírus e supera 1 milhão e 600 mil casos da doença
Deixe seu comentário
Pode te interessar