Quinta-feira, 09 de dezembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Partly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Flávio Pereira Pré-candidato ao Piratini, Senador Heinze acredita que direita estará unida em 2022

Compartilhe esta notícia:

Senador Luis Carlos Heinze (PP) com o colunista. (Foto: Divulgação)

O senador Luis Carlos Heinze (PP) vê nas conversações para o ingresso no partido de nomes importantes da direita, como os deputados federais Marcel Van Hatten e Sanderson, o deputado estadual Luciano Zucco, e a vereadora Fernanda Barth, de Porto Alegre, a oportunidade de aglutinar um maior número de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro em torno da sua pré-candidatura ao governo do Estado. Luis Carlos Heinze conversou ontem com o colunista, em Porto Alegre. Ele identifica no horizonte da disputa eleitoral de 2022,a possibilidade da direita eleger o governador ainda no primeiro turno, e colocar nos partidos de apoio, numerosas bancadas na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados. O senador não teme que a chegada de nomes de peso da direita, possam significar risco à reeleição dos atuais líderes do PP. Pelo contrário, afirma: “tenho a convicção de que poderemos eleger um maior número de deputados estaduais e federais, com esse reforço”. Heinze vê lideranças com um capital político de mais de 1 milhão de votos na Grande Porto Alegre, que desejam ingressar no PP para a disputa eleitoral de 2022, e garante que “não pretendo ser obstáculo a esse ingresso”.

“A direita estará unida em 2022”

A expectativa da ex-senadora Ana Amélia Lemos, de disputar a cadeira ao Senado pelo PP, segundo o pré-candidato do partido, encontra uma dificuldade: “nós precisamos das vagas de vice-governador e Senador para compor nossas coligações, com outros partidos”. O senador Luis Carlos Heinze fez ainda uma outra projeção: “acredito que unida, a direita poderá ganhar a eleição para o governo do Estado ainda no primeiro turno, e creio que os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro no Rio Grande do Sul estarão unidos, no mesmo palanque em 2022”. Ontem, o Progressistas deu início ao ciclo de debates “Pra Fazer Acontecer”. Sugerido pelo senador Heinze, o projeto vai percorrer várias regiões do estado, para recolher sugestões de especialistas do setor produtivo e da sociedade,, que servirão de base para formular o plano de governo do partido.

Acordo para manter o mandato de Ruy Irigaray

Um “acordão” chancelado pelo Palácio Piratini estaria pressionando o MDB e a base governista a salvarem o mandato do deputado Ruy Irigaray, que seria condenado apenas à pena de suspensão, sem perda do mandato. O relator na subcomissão que examina o caso, é o deputado Beto Fantinel, do MDB. Ontem, o deputado rechaçou qualquer possibilidade de interferência indevida no seu relatório: “o governo me conhece bem. Não abro mão dos princípios que me trouxeram até aqui”, afirmou Fantinel.

PL faz convite oficial a Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro e seus filhos Flavio (Senador/RJ), Eduardo (deputado federal/SP) e Carlos (vereador/RJ) foram convidados oficialmente pelo presidente nacional do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, para filiação à sigla. Em vídeo, Costa Neto afirma:No curso desses 36 anos de jornada, nos preparamos para um processo partidário arrojado voltado para 2022. Por esta razão, estamos reiterando o convite de filiação partidário dirigido ao presidente Jair Bolsonaro, seus filhos e fiéis seguidores da causa brasileira sob sua liderança”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Flávio Pereira

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes: “Somos uma aliança de liberais e conservadores contra a esquerda”
Relatório paralelo pede indiciamento dos senadores Aziz, Renan e Randolfe
Deixe seu comentário
Pode te interessar