Quinta-feira, 18 de abril de 2024

Porto Alegre

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Agro Produtora do município de Pinhal Grande é a primeira habilitada a receber R$ 100 mil para implantar projeto de irrigação no RS

Compartilhe esta notícia:

A previsão é que seja instalado um sistema que vai abranger 21 hectares de área

Foto: Julia Chagas/Seapi

A primeira Declaração de Enquadramento da etapa dois da subvenção de projetos de irrigação foi emitida pela Seapi (Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação). A produtora rural Beatriz Facco, de 29 anos, moradora da localidade de Rincão da Invernadinha, no município de Pinhal Grande, na região do Planalto Médio, no Rio Grande do Sul, apresentou um projeto de irrigação por aspersão (pivô central) e será beneficiada pelo governo do Estado com R$ 100 mil.

A propriedade, gerida pela terceira geração da família, hoje não possui nenhum tipo de sistema de irrigação e apresentou o projeto que prevê a irrigação de uma área de 21 hectares, conjugado com um projeto de reservatório consolidado com área alagada de 2,15 hectares.

“Esse vai ser o primeiro projeto que estamos montando e acredito que tendo a irrigação na propriedade conseguimos uma estabilidade melhor na nossa produção. O Supera Estiagem está nos dando um apoio, porque nesses últimos anos sofremos severamente com a estiagem e esse programa vai agregar em questão de produtos que desenvolvemos na lavoura”, destaca Beatriz, que atua na lavoura ao lado do pai Belmiro José Facco.

Hoje, as principais culturas semeadas em cerca de 300 hectares são a soja, o milho, o trigo e a aveia, além da criação de bovinos de corte. Segundo a produtora, com a instalação do pivô, a propriedade também passará a cultivar feijão.

“Nesta safra, a nós estimamos uma colheita de 60 a 65 sacas de soja por hectare. Mas, com a irrigação, com certeza, a tendência é aumentar, podendo ficar entre 70 e 80 sacas, pois conseguiremos fornecer para a planta a água na hora que ela precisar. Então ela não vai sofrer o estresse hídrico e, assim, terá uma produtividade melhor”, acrescenta Beatriz.

Outros dois produtores rurais de Bagé, na região Sul, também receberam a Declaração de Enquadramento dos seus projetos de irrigação. Ambos receberão o benefício de R$ 100 mil do governo do Estado, após a instalação do sistema que consta no projeto técnico, que soma mais 85 hectares irrigados futuramente. Além desses, outros oito projetos estão em análise pela área técnica da Seapi.

Sobre o programa de irrigação

O programa do Estado custeará 20% do projeto de irrigação, limitado a R$ 100 mil por beneficiário. Essa é mais uma ação dentro do Supera Estiagem, que busca mitigar os efeitos da seca no Rio Grande do Sul, aumentar a reservação de água e a irrigação e, consequentemente, elevar a produtividade das culturas.

A ação é destinada a todos os produtores rurais (pessoas físicas) de pequeno, médio ou grande porte, e vai possibilitar projetos de implantação ou ampliação de sistemas de irrigação (por aspersão, localizada ou por sulcos) e de construção, adequação ou ampliação de reservatórios de água para fins de irrigação.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Agro

Oposição na Câmara dos Deputados quer acelerar proposta sobre foro privilegiado
Rio Grande do Sul registra aumento na fiscalização, em especial nas autuações por embriaguez ao volante durante a Operação Semana Santa 2024
https://www.osul.com.br/produtora-do-municipio-de-pinhal-grande-e-a-primeira-habilitada-a-receber-r-100-mil-para-implantar-projeto-de-irrigacao-no-rs/ Produtora do município de Pinhal Grande é a primeira habilitada a receber R$ 100 mil para implantar projeto de irrigação no RS 2024-04-01
Deixe seu comentário
Pode te interessar