Sábado, 11 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Light Rain

Ciência Protótipo de foguete da SpaceX explode na véspera de missão histórica

Compartilhe esta notícia:

Protótipo da SpaceX explodiu e pegou fogo durante teste no Texas. (Foto: Reprodução)

Após sua primeira missão tripulada ao espaço ter sido adiada, a SpaceX viu um protótipo de foguete Starship explodir.

Segundo o site The Verge, foi realizado na tarde desta sexta-feira (29) no sul do Texas, nos Estados Unidos, um teste com um protótipo de foguete da empresa de Elon Musk. No entanto, após ligar o motor, uma enorme bola de fogo envolveu o veículo causando danos no local de testes e no hardware da aeronave.

O acidente aconteceu na véspera da histórica missão Demo-2, que vai levar os astronautas da Nasa Doug Hurley e Bob Behnken à Estação Espacial Internacional. O protótipo da nave que pegou fogo nesta sexta-feira é diferente do que será tripulado neste sábado.

Em entrevista à Aviation Week, Elon Musk disse que a SpaceX já planejava interromper o desenvolvimento desta nave enquanto a empresa se concentrava em seu primeiro voo tripulado. “Redirecionei as prioridades da SpaceX para focar completamente no lançamento da tripulação”, disse Musk.

O protótipo que explodiu serve para testar o design da futura nave espacial da SpaceX, um gigante foguete que a empresa deseja criar para enviar pessoas para destinos espaciais, como a Lua e até mesmo Marte.

Objeto interestelar

Cientistas dizem que o Oumuamua, um gigantesco objeto espacial que veio de fora de nosso sistema solar, pode na verdade ser extremamente raro. Segundo eles, trata-se de um imenso pedaço de gelo de hidrogênio.

De acordo com a Wired, existem alguns poucos lugares no universo capazes de criar um iceberg de hidrogênio. Segundo os cientistas de Yale que defendem essa teoria, se o objeto descoberto em 2017 fosse realmente um iceberg gigante, muitas de suas propriedades mais bizarras fariam mais sentido.

Uma das coisas mais difíceis de explicar sobre o caminho do Oumuamua em nosso sistema solar é a forma como ele acelerou conforme viajava. Os cometas aceleram, mas não havia indicação de que esse objeto tivesse as mesmas propriedades.

No entanto, se o Oumuamua for um grande iceberg, o gelo em processo de sublimação (passagem do estado sólido para o estado gasoso, sem passar pelo líquido) o impulsionaria para a frente, de acordo com uma pesquisa da Cornell University que será publicada no The Astrophysical Journey.

“Embora a coisa do iceberg de hidrogênio seja um pouco exótica, ela explica todas as características misteriosas de Oumuamua”, afirmou Darryl Seligman, um dos pesquisadores, em entrevista à Wired.

Icebergs de hidrogênio como o Oumuamua são extremamente incomuns. O hidrogênio não solidifica, a menos que chegue a uma temperatura pouco maior do que o zero absoluto. Somente as estruturas cósmicas chamadas nuvens moleculares gigantes atingem uma temperatura tão baixa.

Os pesquisadores de Yale traçaram a rota do Oumuamua até uma dessas nuvens, onde ele pode ter se formado inicialmente como uma nuvem de poeira e hidrogênio colados. Ainda assim, a menos que os astrônomos consigam interceptar esse estranho objeto, será difícil comprovar essa teoria.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Ciência

Jovens cientistas terão mais de 2 milhões de reais para pesquisas
O telescópio Hubble revela detalhes de um aglomerado de estrelas na constelação Carina
Deixe seu comentário
Pode te interessar