Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
12°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Colunistas Rio Grande do Sul agora tem lei atualizada para a construção de barragens e açudes

Compartilhe esta notícia:

Governador Eduardo Leite sancionou ontem a Lei da Irrigação, de autoria do deputado Delegado Zucco. (Foto: Aline Voltz/Divulgação)

Esta coluna reflete a opinião de quem a assina e não do Jornal O Sul. O Jornal O Sul adota os princípios editorias de pluralismo, apartidarismo, jornalismo crítico e independência.

O Rio Grande já conta com uma nova legislação que flexibiliza os processos de construção de barragens e açudes para armazenamento de água, reduzindo para os produtores rurais os prejuízos decorrentes da imprevisibilidade do tempo. O governador Eduardo Leite sancionou ontem sem vetos o projeto de autoria do deputado estadual Delegado Zucco (Republicanos) que autoriza a construção de barragens e açudes no Estado do Rio Grande do Sul. A lei permite intervenções em Áreas de Preservação Permanente (APP), desde que não se tenha outra alternativa para a reserva de água. A mudança no Código Estadual de Meio Ambiente foi defendida nos últimos meses pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) e Sindicatos Rurais de todo o Estado, além de entidades representativas.

O deputado elogiou os colegas do legislativo, por aprovarem o seu projeto e possibilitar esse avanço, cumprimentou o governador Eduardo Leite, e o projeto, e comentou para a coluna a sanção da nova lei:Considero que esse é um dia marcante na história da agricultura do Estado. A lei que permite construção de barragens para utilização na irrigação garante que sejam consideradas de utilidade pública as áreas destinadas ao armazenamento de água. Estamos garantindo a manutenção das leis que preservam o meio ambiente e as compensações ambientais”, ressalta Delegado Zucco.

Subindo de patamar

Com a saída do ex-deputado estadual Sergio Turra do PP e o seu ingresso no PL, muda o ranking de suplentes do Progressista na Câmara dos Deputados: “Marco Peixoto, atual diretor do Detran, passa a ser o primeiro suplente da bancada federal do PP”.

Deputada Delegada Nadine propõe “abraço à Delegacia especializada da Mulher”

“Está na hora de abraçarmos a 1ª delegacia especializada de atendimento à mulher e buscarmos pontualmente as soluções para os problemas”, comentou ontem a deputada estadual, Delegada Nadine (PSDB). A deputada fala com autoridade: já dirigiu a delegacia especializada da mulher e, como Chefe da Polícia Civil, promoveu uma série de iniciativas para qualificar ainda mais o trabalho dos policiais e o atendimento às vitimas que procuram o órgão. Nadine comentou ontem para o colunista que “não é hora de buscar ou transferir responsabilidades. O mais importante agora é nos unirmos para realocar a delegacia em uma sede mais adequada ao seu melhor funcionamento, criando um bom ambiente para servidores, e para o atendimento às vitimas”.

Arthur Lira zera o Projeto das Fake News

A decisão do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), de ouvir os líderes da oposição e retirar da relatoria do chamado “Projeto das Fake News” (Projeto de Lei 2630), o complicado deputado Orlando Silva, do PCdoB, zerou o processo. O deputado Nikolas Ferreira (PL-MG) comentou: “Por mais que esquerda esteja promovendo a tirania, inclusive divulgando as fake news que tanto dizem combater, os brasileiros provaram que não querem censura. O motivo do PL 2630 não ir pra frente na Câmara é simples e direto”.

Inquérito das Fake News não vale para Lula?

O jornalista Augusto Nunes flagrou mais um indício de que o inquérito das Fake News se prestaria apenas para enquadrar lideres da direita: “Lula noticiou recentemente a morte de 12 milhões de crianças na Faixa de Gaza. Como não foi enquadrado no inquérito das fake news, fica estabelecido que, para Alexandre de Moraes, é verdade que os palestinos mortos por Israel já ultrapassaram o dobro dos judeus assassinados no Holocausto pelos nazistas”.

Investimento de R$ 420 milhões no Polo Carboquímico de Candiota

Uma costura que teve como forte protagonista o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ernani Polo, garantiu o investimento de R$ 420 milhões no Polo Carboquímico de Candiota. Ontem, o projeto foi levado ao governador Eduardo Leite pelos dirigentes da empresa brasileira Vamtec e a gestora do grupo alemão ICMD que anunciaram a construção de uma indústria em Candiota. Trata-se do projeto Ferroligas Candiota, que fabricará a liga metálica FeSIAI (Ferro Silício Alumínio) a partir do carvão de alta cinza – produto já usado na desoxidação do aço pelo setor siderúrgico.

TRE do Paraná rejeita cassação do senador Sérgio Moro

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná manteve intacta sua história e rejeitou o processo de vingança contra o senador Sérgio Moro (União Brasil-PR). Por entender que não ficou provado que o senador desequilibrou a disputa ao cargo em 2022 com gastos feitos na pré-campanha, o Tribunal negou, por 5 votos a 2, o pedido de cassação de seu mandato e decretação de sua inelegibilidade.

Em Santa Maria, União Brasil vai apoiar o PT

O União Brasil colocou o seu vereador, atual presidente da Câmara de Santa Maria, Manoel Badke em uma saia justa. O partido decidiu aliar-se ao PT e apoiar a candidatura do deputado Valdeci Oliveira à prefeitura de Santa Maria. Badke, nome histórico do antigo PFL, promete lutar até a convenção municipal para que a aliança não seja aprovada.

Esta coluna reflete a opinião de quem a assina e não do Jornal O Sul.
O Jornal O Sul adota os princípios editorias de pluralismo, apartidarismo, jornalismo crítico e independência.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

O voto jovem nas eleições de 2024
O dilema da equidade: o caso Moro e os limites do poder econômico nas eleições
https://www.osul.com.br/rio-grande-do-sul-agora-tem-lei-atualizada-para-a-construcao-de-barragens-e-acudes/ Rio Grande do Sul agora tem lei atualizada para a construção de barragens e açudes 2024-04-10
Deixe seu comentário
Pode te interessar