Quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Geral Saiba como será o futuro dos escritórios

Compartilhe esta notícia:

Escritórios vazios: já é hora dos funcionários voltarem a trabalhar nesses ambientes? (Foto: Reprodução)

As mesas personalizadas, com porta-retrato, bonecos e plantinhas, estão com os dias contados. No escritório do futuro, no pós-pandemia, não há espaço para acumulação nem para objetos amontoados. Os mobiliários, separados por acrílicos, serão compartilhados e terão espaço apenas para o computador, na maioria laptops. Objetos pessoais, como bolsas e até material de escritório usado no dia a dia, ficarão armazenados em lockers (armários com cadeado), instalados em espaços distantes da área de trabalho.

As salas de reuniões terão sua capacidade reduzida e, em alguns casos, serão abertas para permitir maior ventilação no ambiente. Até mesmo janelas, inexistentes em alguns prédios, podem voltar a ter seu espaço. A ideia é criar alternativas para melhorar a circulação do ar e evitar que os vírus se propaguem no escritório. Veja abaixo como deverá ser o futuro dos escritórios. 

Acesso

COMO É: Muitas empresas converteram seus controles de acesso para identificação por digital.

COMO SERÁ: Dispositivos de controle de acesso e de presença deverão ser substituídos por QR Code ou leitor facial ou de íris.

Portas

COMO É: Algumas empresas ainda têm controle manual para abertura das portas de entrada.

COMO SERÁ: Os acessos serão automatizados, com controles de temperatura e equipamentos de higiene para prevenção.

Área de trabalho

COMO É: O adensamento dos escritórios é grande, com mesas uma ao lado da outra e individualizadas.

COMO SERÁ: Mesas deverão obedecer distanciamento mínimo de 1,5 metro e receber proteção extra com divisores de acrílico ou outros materiais. Além disso, devem ser compartilhadas.

Salas de reuniões

COMO É: As salas foram feitas para receber várias pessoas ao mesmo tempo, umas ao lado das outras.

COMO SERÁ: Na mesma área, será permitido um menor número de pessoas, garantindo distanciamento de 1,5 metros a 2 metros entre os ocupantes.

Reuniões

Reuniões presenciais serão menos frequentes; reuniões virtuais serão incentivadas mesmo que os usuários estejam dentro do mesmo escritório.

Objetos pessoais

COMO É: Mesas têm gaveteiros para guardar materiais de escritórios e objetos pessoais do funcionário.

COMO SERÁ: Empresas devem apostar em armários instalados em áreas mais afastadas para armazenar objetos pessoais vindos da rua e materiais de escritório que cada funcionário vai usar durante o dia.

Novos ambientes

AMBIENTES AREJADOS: Novos espaços para reuniões serão criados no interior dos escritórios, sem paredes. Ambientes terão janelas ou varandas para permitir a ventilação natural.

REFEITÓRIOS: Áreas para refeições serão mais amplas, com menos assentos e preferencialmente com ventilação natural.

Essas são algumas das propostas que vêm sendo feitas por arquitetos às empresas que querem mudar o layout dos escritórios ao fim do isolamento social. “Temos verificado uma demanda grande das companhias que buscam soluções para voltar ao trabalho nesse cenário desafiador”, afirma Douglas Enoki, gerente de arquitetura da IT’S Informov.

Ele conta que a preocupação dos clientes é reduzir o adensamento dos escritórios. E isso só é possível com espaçamento entre as mesas e maior rotatividade dos funcionários. Com o bom desempenho dos trabalhadores em home office durante a crise, as empresas entenderam que devem manter o trabalho remoto, pelo menos, por alguns dias da semana. Ou seja, o revezamento de trabalhadores nos escritórios será maior e exigirá menos mesas nos espaços. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

 

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Farsul, a Federação da Agricultura o Rio Grande do Sul, comemora 93 anos neste domingo.
A Aeronáutica confirma 90 alunos infectados com o coronavírus em Minas Gerais
Deixe seu comentário
Pode te interessar