Terça-feira, 28 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Geral A Aeronáutica confirma 90 alunos infectados com o coronavírus em Minas Gerais

Compartilhe esta notícia:

A Escola Preparatória de Cadetes da Aeronáutica (EPCAR), sediada em Barbacena (MG), fez a testagem para a Covid-19 em todos os 507 alunos. (Foto: EPCAR)

Após denúncias de familiares, a Epcar (Escola Preparatória de Cadetes da Aeronáutica), sediada em Barbacena (MG), iniciou, na sexta-feira (22), a liberação dos alunos para férias escolares de três semanas. Antes da dispensa das três turmas, sendo uma por dia, a escola realizou um cronograma de testagem para a Covid-19 em todos os 507 alunos, inclusive assintomáticos, de forma a possibilitar a liberação segura. Do total de militares testados, 90 alunos tiveram resultado positivo para o coronavírus, o que representa 6% do efetivo total da Epcar.

Desses 90, 83 não apresentavam quaisquer sintomas e os sete restantes apresentam apenas sintomas leves. Nenhum aluno necessitou ser hospitalizado. Todos aqueles que testaram positivo foram direcionados ao isolamento social e receberam o tratamento preconizado pelas autoridades de saúde”, informou a escola.

No último dia 24 de março, o MPF (Ministério Público Federal) recebeu reclamação de alguns familiares desses alunos, preocupados com a situação de seu aquartelamento “em alojamentos com cerca de 170 pessoas, espaço mínimo entre as camas e banheiro comunitário”.

A denúncia levou o MPF a recomendar na sexta-feira (22) ao diretor de Ensino da Aeronáutica (Direns), major-brigadeiro do Ar Marcos Vinícius Rezende Mrad, e ao comandante da Epcar, brigadeiro do Ar Paulo Ricardo da Silva Mendes, que suspendessem imediatamente todas as aulas e demais atividades acadêmicas presenciais na Epcar e não as retomassem até que sobrevenha alteração substancial do cenário fático relacionado à epidemia da Covid-19, em sintonia com o que for adotado pelos sistemas de ensino federal, estadual e municipal.

Foi recomendado também que os dirigentes da Epcar autorizem todos os alunos que quiserem deixar as dependências dessa organização militar de ensino, abstendo-se de lhes aplicar qualquer espécie de sanção ou penalidade e de submetê-los a qualquer tipo de constrangimento em virtude dessa decisão. O corpo discente da Epcar é composto atualmente por mais de 500 estudantes, a grande maioria deles com menos de 18 anos de idade.

Desde que o Ministério da Saúde reportou os primeiros casos no Brasil, a Escola tem realizado esforços no combate ao coronavírus, readequando as atividades escolares e implementando procedimentos de prevenção alinhados aos protocolos das autoridades de Saúde”, informou a escola.

Nesse período de pandemia, algumas das adaptações adotadas, conforme a Epcar, “foram a utilização de máscaras por professores e alunos, horários de refeitórios ampliados para evitar aglomeração e o incentivo à prática de atividade física individual. Além disso, o efetivo da escola passou a trabalhar presencialmente em forma de rodízio, sendo apenas um terço a cada expediente”.

Ainda segundo a escola, “os eventuais contatos de militares do efetivo com os alunos foram reduzidos ao mínimo necessário e, ainda assim, observando o distanciamento recomendado; pias de campanha, com sabonete, foram montadas no interior da Guarnição, bem como unidades de álcool em gel foram disponibilizadas, a fim de permitir a constante higienização das mãos; e dois médicos foram alocados no Corpo de Alunos, de modo a evitar a necessidade de deslocamento até o Esquadrão de Saúde para receber os atendimentos mais simples”.

Com efeito, o zelo na preservação da saúde de todo o efetivo da Epcar sempre foi uma preocupação deste Comando, não apenas por exigências institucionais, mas, sobremaneira, pela legítima valorização da vida. Da mesma maneira, o Comando da Escola sempre esteve cônscio de sua responsabilidade perante à comunidade barbacenense, que tão bem acolhe a Epcar há 71 anos”, declarou o Comandante da Epcar, Paulo Ricardo da Silva Mendes. As informações são da Epcar e do MPF.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Saiba como será o futuro dos escritórios
Empresário compra casa na Itália por 1 euro e adia retorno ao Brasil
Deixe seu comentário
Pode te interessar