Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
28°
Partly Cloudy

Rio Grande do Sul Usuários do IPE Saúde terão anestesia incluída em procedimentos no Instituto de Cardiologia

Compartilhe esta notícia:

Documento garante remuneração para internação, exames, materiais e anestesiologista, isentando paciente de custos adicionais

Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini
Documento garante remuneração para internação, exames, materiais e anestesiologista, isentando paciente de custos adicionais. (Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini)

Os usuários do IPE Saúde passarão a contar com cobertura estendida para procedimentos realizados no Instituto de Cardiologia, em Porto Alegre. O termo assinado nesta quarta-feira (06), no gabinete do governador Eduardo Leite, pelo presidente do IPE Saúde, Marcus Vinícius Vieira de Almeida, e pelo diretor-presidente do Instituto de Cardiologia, Marne de Freitas Gomes, contempla serviços de regime ambulatorial e internação nas especialidades de cardiologia a partir de fevereiro.

O documento garante a remuneração pelos serviços de internação, exames, materiais e anestesiologista, de modo que pacientes do IPE Saúde ficam isentos de custos adicionais nos atendimentos no Instituto de Cardiologia.

“É um ação implantada de modo-piloto na Capital, num esforço de todo o nosso IPE Saúde, e que queremos em breve ampliar, ajudando a melhorar o serviço prestado aos usuários do IPE, mas que se refletirá para todos os cidadãos, já que o instituto é responsável por um grande volume de atendimentos e acaba ajudando em todo o sistema de saúde”, destacou o governador.

Nesta primeira fase, estão contemplados dez procedimentos: oito referentes a angioplastia e dois relativos a implantes de marca-passo. A nova dinâmica de atendimento é designada tecnicamente como “procedimento gerenciado”, mas é conhecida de maneira informal no setor de saúde como “pacotes de serviços”.

No setor privado, a modalidade já é uma prática adotada por diferentes planos suplementares há anos. No caso do IPE Saúde, também existia um mecanismo semelhante junto a algumas instituições credenciadas, mas que não abrangia a totalidade da cobertura dos custos aos pacientes.

“Isentar os segurados dos custos de anestesia, sem a necessidade de buscar reembolso, é um clamor antigo dos usuários. Essa ação é simbólica. É mais um passo que damos para ajustar nossos serviços. Trata-se de uma nova diretriz de atendimento que estamos introduzindo, que contempla uma melhor forma de remuneração aos prestadores e, principalmente, um atendimento mais completo aos segurados”, afirmou Almeida.

Também participaram do ato a secretária da Saúde do RS, Arita Bergmann, o corregedor-geral do Tribunal de Contas do Estado, Marco Peixoto, o diretor de Provimento de Saúde do IPE Saúde, Antonio Quinto Neto, e o diretor-secretário da Fundação Universitária de Cardiologia, Gustavo Glotz de Lima.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Governo federal zera imposto de importação de agulhas e seringas para vacinação contra a Covid-19
FGTS emergencial: mais de R$ 12 bilhões não foram sacados pelos trabalhadores brasileiros
Deixe seu comentário
Pode te interessar