Home > Notícias > Brasil > Com 175 mil pedidos na fila de espera, a Polícia Federal anunciou a retomada da emissão de passaportes

A Nasa está sem dinheiro para enviar pessoas a Marte

As missões a Marte têm uma alta taxa de falha. (Foto: Reprodução)

As missões a Marte têm uma alta taxa de falha.Durante uma conferência no Instituto Americano de Aeronáutica e Astronáutica, o vice-diretor de exploração e operações humanas, William H. Gerstenmaier, disse que a NASA não tem os recursos financeiros para enviar pessoas a Marte antes de 2030.

As missões a Marte têm uma alta taxa de falha. Das 16 tentativas de aterrissar uma nave espacial ou sonda na superfície de Marte, apenas sete se materializaram. Em outubro passado, por exemplo, a Agência Espacial Europeia perdeu uma de suas sondas em solo marciano.

“Eu não posso dizer a data em que haverá pessoas em Marte e a razão reside no baixo orçamento, o aumento é de apenas cerca de 2% e também porque não temos os sistemas de superfície necessários para Marte”, disse Gerstenmaier.

De acordo com ele, um grande problema referente às missões a Marte é a questão da atmosfera do planeta, cuja pressão é de apenas 1% da Terra.

Empresa privada

A SpaceX, primeira empresa privada a colocar foguetes de fabricação própria em órbita, anunciou um novo e ambicioso objetivo: fazer seu primeiro lançamento para Marte em 2018.

O anúncio foi feito em 2016 no Twitter e comentado no miniblog pelo fundador da empresa, o bilionário Elon Musk, conhecido como o Tony Stark da vida real. A empresa de Musk transporta cargas da NASA para a Estação Espacial Internacional desde 2012 e, foi a primeira companhia a levar uma nave tripulada até o local.

Agora, eles querem expandir a atuação até o Planeta Vermelho. A ideia é conhecer mais sobre a arquitetura geral de Marte e também avaliar possibilidades de fazer transportes de cargas e suprimentos até o planeta, o que seria o primeiro passo de uma futura colonização. Musk pretende dar mais detalhes sobre a missão no Congresso Internacional Astronáutico, em setembro.

Mas será que em tão pouco tempo a SpaceX vai estar pronta para viajar até Marte, mesmo em uma missão sem passageiros? A Nasa prometeu que vai ajudar, oferecendo apoio técnico e todas as informações de missões anteriores até Marte. Em troca, eles querem os dados da decolagem, da viagem e da aterrissagem da nova missão.

Essa parceria vem logo depois da Nasa anunciar um corte de 85% nos fundos dedicados a missões em Marte. O principal projeto era justamente um desacelerador que facilitaria o pouso no Planeta Vermelho, mas os testes mais recentes da tecnologia não tiveram os melhores resultados.

Comentários