Sábado, 18 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Mundo Atestado mostra que a causa da morte do príncipe Philip foi velhice, diz jornal

Compartilhe esta notícia:

O príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, morreu aos 99 anos

Foto: Reprodução
O príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, tinha 99 anos quando morreu. (Foto: Reprodução)

A causa da morte do príncipe Philip, no dia 9 de abril, foi velhice, de acordo com uma reportagem publicada na terça-feira (04) pelo jornal inglês “The Telegraph”. Philip, marido da rainha Elizabeth II, morreu aos 99 anos.

O Palácio de Buckingham não divulgou qual foi a causa da morte na ocasião. Segundo o “Telegraph”, o certificado de morte foi assinado pelo médico Huw Thomas, que lidera a equipe de profissionais da saúde real.

No documento, ele declarou que a morte foi “idade avançada”. É uma causa aceita na descrição quando o paciente tem mais de 80 anos e se o médico o acompanhou por um longo tempo e observou um declínio de saúde.

Poucas semanas antes de sua morte, Philip foi submetido a uma cirurgia cardíaca. No dia 9 de abril, a nota do Palácio de Buckingham dizia que o príncipe havia falecido pacificamente no Castelo de Windsor. O registro legal da morte aconteceu no dia 13 de abril.

Enterro no Castelo de Windsor

O enterro aconteceu no dia 17 de abril na capela de São Jorge, no Castelo de Windsor. O príncipe foi enterrado nesse mesmo castelo. Por conta da pandemia de Covid-19 no Reino Unido, apenas 30 pessoas, entre filhos, netos e outros parentes próximos puderam comparecer à Capela de São Jorge.

Além da rainha Elizabeth II, que viveu ao lado de Philip por mais de 70 anos, quatro dos sucessores diretos ao trono participaram da despedida (os príncipes Charles, William, Harry e Andrew).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Edital de concessão de unidade de conservação em Canela, na Serra Gaúcha, será lançado nesta quinta
CPI da Covid ouve o ex-ministro da Saúde Nelson Teich; acompanhe
Deixe seu comentário
Pode te interessar