Domingo, 25 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Porto Alegre Campanha de conscientização contra o trabalho infantil é intensificada em Porto Alegre

Compartilhe esta notícia:

Neste sábado, celebrou-se o Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil

Foto: Divulgação
No primeiro trimestre de 2021, foram registradas 625 crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil. (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Fasc (Fundação de Assistência Social e Cidadania), intensificou a campanha contra o trabalho infantil. No primeiro trimestre de 2021, as equipes de abordagem social da Fasc registraram 625 crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil. Destas, 99 pela primeira vez nas ruas. Neste sábado (12), celebrou-se o Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil.

“As equipes fazem um serviço potente de acompanhamento. Adequam o perfil ao espaço de proteção que crianças podem ser inseridas. Precisamos ofertar oportunidades e possibilidades”, destaca a presidente da Fasc, Cátia Lara Martins.

Durante todo o mês de junho, a rede parceira da Fasc, por meio das equipes de abordagens sociais, realizam mobilizações nos sinais, entrega de material alusivo e cartazes. Propagandas com um dos principais canais de denúncia, o Disque 100, estão sendo veiculadas nos relógios de rua em toda a cidade. Nos dias 17 e 18 de junho, a Fundação promove ainda o webnário Trabalho Infantil – Construindo Caminhos Intersetoriais.

A rede parceira da Fasc conta com 12 Organizações da Sociedade Civil, que compõem nove equipes de abordagens sociais, atendendo todos os territórios da cidade. As equipes atuam na aproximação com as crianças e famílias para superação da violação de direitos.

A psicóloga da Proteção Social Especial da FASC e membro da coordenação da Comissão Municipal do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, Fernanda Nardi, afirma que todas as crianças e/ou adolescentes abordados e que chegam ao conhecimento dos serviços de abordagem social são encaminhadas para serviços da assistência social.

“Algumas vezes o acompanhamento é mais difícil ou demora para que a equipe se aproxime da família. O vínculo é fundamental para efetivar o encaminhamento que proteja aquela criança”, reiterou.

Para denunciar algum caso de Criança e Adolescente em Situação de Rua e/ou Trabalho Infantil, disque Atendimento ao Cidadão 156 – 7, Central de Abordagem (51) 3289-4994 ou Disque 100.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Carrefour fecha acordo de 115 milhões de reais para políticas de combate ao racismo após morte de homem em Porto Alegre
Secretaria de Educação de Porto Alegre apresenta plano de gestão para quatro anos
Deixe seu comentário
Pode te interessar