Terça-feira, 19 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Cláudio Humberto Congresso se apropriou do valor dos penduricalhos

Compartilhe esta notícia:

O corte dos penduricalhos no serviço público, cujo objetivo seria moralizar o teto salarial, vê-se agora, nada tem a ver com “Congresso reformista”. (Foto: Reprodução)

O corte dos penduricalhos no serviço público, cujo objetivo seria moralizar o teto salarial, vê-se agora, nada tem a ver com “Congresso reformista”. Ficou claro que a decisão está ligada à aprovação, dois dias depois, tipo vapt-vupt, da lei que aumenta o fundo eleitoral em R$3,7 bilhões, exatamente o valor a ser “economizado” pelos cofres públicos com o corte dos penduricalhos. A dinheirama apenas mudou de mão.

Pode isso?
Antes R$2 bilhões, o fundo eleitoral ganhou R$3,7 bilhões para financiar as campanhas de quem aprovou esse absurdo, e a dos seus aliados.

‘Direitos’ esquecidos
Era de se estranhar. Políticos repetiam à exaustão que não mexeriam em “direitos”/penduricalhos adquiridos. Começava a transferência bilionária.

Abra-te, Sésamo
De repente, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) abriu a gaveta fechada a sete chaves por Rodrigo Maia e ressuscitou o projeto 6726.

Parecia milagre
O projeto 6726, que não tinha chances, acabou aprovado em poucos dias, a toque de caixa, Era o fim dos penduricalhos de R$3,7 bilhões.

Crise desmascara ‘excelência’ cubana em Medicina
Em razão do isolamento imposto pela ditadura, a pandemia de covid-19 está só no começo, em Cuba, mas avança rapidamente e já desmascarou a velha mentira da “excelência” de sua medicina, difundida pelos apoiadores do regime. Além de não produzir a vacina que prometeu, a ditadura tampouco se interessou em importar imunizantes em quantidade adequada, desdenhando da força da infecção por covid.

Propaganda enganosa
Adoradores da ditadura, como Lula e o coronel golpista Hugo Chávez, quando doentes, socorreram-se na medicina cubana. Fracassaram.

Falência múltipla
Com os hospitais colapsados e vacinas garantidas apenas para os que estão no poder, os cubanos de desesperaram.

O último a sair…
Além da falta de vacinas e hospitais, também faltam remédios, há fome e os apagões diários de energia são sinais de uma ditadura em declínio.

Combinando com os russos
Para vetar o valor indecente do Fundo Eleitoral, o presidente Bolsonaro terá de combinar com sua base aliada, que o apoiou. Sobretudo o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que liderou s aprovação.

Chance única
Se vetar mesmo a destinação de R$5,7 bilhões para financiar campanha de políticos, o presidente terá a chance de descolar sua imagem desse tapa na cara dos cidadãos. Ainda que seu veto venha a ser derrubado.

Marketing jurídico
O conselho federal da OAB aprovou uma mudança histórica, esta semana, definindo novas regras de publicidade e ampliando as possibilidades de marketing jurídico, incluindo sites e redes sociais.

Avança a vacinação
A vacinação no Brasil já passa dos 122 milhões de doses aplicadas. Em números absolutos, continua sendo o 4º país que mais aplicou vacinas no mundo, atrás apenas da China, Estados Unidos e Índia.

Socialistas de notebook
Para esquerdistas que não largam seus notebooks da Apple, a loja do Partido da Causa Operária (PCO) oferece capas até por R$49. Há as opções das linhas “Che Guevara” e “Karl Marx”.

Até aniversário de boneca
Isolado após contrair Covid de novo, o governador João Doria participa de live numa rede social para jogos, a Twitch, que pertence à Amazon. O “bate-papo informal” é com a produtora de conteúdo Porta dos Fundos.

Jogo combinado
Não há senadores da base governista na Comissão Representativa do Congresso, eleita para fazer o “plantão” do legislativo no recesso parlamentar. E ao menos a metade é oposição declarada ao governo.

Dieta
Estudo do banco Credit Suisse revela que a produção de alimentos responde por 20% das emissões de gases de efeito estufa em todo o mundo, além de 90% do consumo de água potável.

Pensando bem…
…com recesso parlamentar, judiciário de folga e férias escolares, a internação do presidente não deixou de ser uma pausa para descanso.

PODER SEM PUDOR
O voto de cabresto
Trinta anos antes do documentário “Peões”, sobre a trajetória de Lula, o documentarista Eduardo Coutinho imortalizou em “Teodorico Bezerra – O Imperador do Sertão” a história do major potiguar que pedia votos assim: “Olhe, você não tem um boi, uma galinha, um terreno… Nada para me dar. Você só tem o voto. É só o que peço”, dizia o major aos empregados.

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

Brasil pode aplicar 40 milhões de doses em julho
Brasil terá 100 milhões de vacinados ainda em julho
Deixe seu comentário
Pode te interessar