Terça-feira, 16 de julho de 2024

Porto Alegre

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Acontece Grupo STIHL doa 500 mil euros em ajuda à Ucrânia

Compartilhe esta notícia:

Unidade STIHL São Leopoldo. Foto: divulgação

O Grupo STIHL doou 500 mil euros para ajudar as pessoas afetadas pela guerra na Ucrânia. A doação vai ser dividida igualmente entre as organizações de ajuda humanitária: SOS-Kinderdorf e.V. (SOS Aldeias Infantis), Diakonie Katastrophenhilfe (Alívio de Catástrofe), UNO-Flüchtlingshilfe e.V (Ajuda aos refugiados da ONU na Alemanha) e Ärzte ohne Grenzen e. V. (Médico Sem Fronteiras). “A guerra na Ucrânia tem afetado profundamente a todos nós”, diz o Dr. Nikolas Stihl, presidente do conselho consultivo do grupo STIHL. “Nossos pensamentos estão com as milhares de pessoas que estão sofrendo com essa crise humanitária. Como uma empresa familiar, nos preocupamos profundamente em apoiar o povo da Ucrânia com as necessidades do momento. Com esta doação, queremos fazer uma pequena contribuição para ajudar as pessoas em dificuldades”, complementou.

A STIHL está horrorizada com a atual situação na Ucrânia e reprova veementemente a ofensiva militar em curso. E ressalta que a prioridade máxima no momento é a segurança de todos os colaboradores na Ucrânia e suas famílias. Um comitê de crise foi organizado na matriz, em Waiblingen, com o objetivo de monitorar os últimos acontecimentos e de adotar as medidas adequadas. A STIHL está fortemente comprometida com sua subsidiária e sua força de trabalho na Ucrânia, localizada nas proximidades da cidade de Kiev.

O posicionamento da matriz é compartilhado por todas as unidades do Grupo STIHL.

As subsidiárias da STIHL nos países que fazem fronteira com a Ucrânia estão oferecendo assistência aos colaboradores por meio de um programa de parceria, que inclui a providência de locais de refúgio para aqueles colaboradores que estão fugindo dos ataques.

Os colaboradores destes países que fazem fronteira têm, inclusive, levado os empregados ucranianos e suas famílias para dentro de suas casas para protegê-los e prestar cuidados. “Agora precisamos demonstrar a nossa solidariedade e coesão”, explica o Dr. Michael Prochaska, membro do Conselho Executivo da STIHL. “Como empresa familiar internacional, somos todos levados para a mesma direção e nos mantemos unidos em tempos difíceis”, enfatiza. A STIHL espera que os conflitos sejam contidos e os combates tenham rapidamente um fim.

 

Sobre as organizações que receberam a ajuda

A STIHL mantém uma parceria de longo prazo com a SOS-Kinderdorf e.V. (SOS Aldeias Infantis). A instituição lançou um pacote de ajuda emergencial para mais de 50.000 crianças e adultos e está ajudando a evacuar pessoas em área de conflito, além de providenciar alojamentos de emergência. Crianças e famílias em fuga estão sendo alojadas nas Aldeias Infantis SOS na Polônia, Romênia e também na Alemanha.

Diakonie Katastrophenhilfe (Alívio de Catástrofe) está trabalhando juntamente com organizações parceiras na Ucrânia e de países vizinhos, providenciando comida, água e refúgio.

UNO-Flüchtlingshilfe e.V. (Ajuda aos refugiados da ONU na Alemanha) é a parceira nacional do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). O ACNUR expandiu suas atividades estabelecidas na Ucrânia e providenciou ajuda humanitária, incluindo cobertores, colchões e recipientes de água.

O Ärzte ohne Grenzen e.V. (Médico Sem Fronteiras) foi forçado a suspender suas operações na Ucrânia e, por esse motivo, está atualmente prestando assistência médica de emergência às pessoas feridas nos combates.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Acontece

Para Emater, sucesso marca Expodireto Cotrijal 2022
Expodireto Cotrijal 2022 encerra com resultados positivos para o setor
https://www.osul.com.br/grupo-stihl-doa-500-mil-euros-em-ajuda-a-ucrania/ Grupo STIHL doa 500 mil euros em ajuda à Ucrânia 2022-03-11
Deixe seu comentário
Pode te interessar