Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Partly Cloudy

Capa – Fama & TV Homenagens, polêmicas e derrapadas: veja os grandes momentos do Prêmio Multishow 2019

Marília Mendonça e Anitta lançaram música juntas. (Foto: Reprodução/Instagram)

Realizada na noite de terça-feira (29), no Rio, a 26ª edição do Prêmio Multishow teve emoções para todos os gostos, desde aquelas ensaiadas até situações espontâneas. No fim das contas, os prêmios das 15 categorias, em si, acabaram ofuscados pela festa, que contou com polêmicas, provocações, hit antecipado, um ou outro número emocionante e derrapadas engraçadas.

Abaixo, listamos alguns dos grandes momentos:

Ludmilla se sai bem

A funkeira carioca foi vaiada pelos fãs de Anitta (apresentadora do Prêmio ao lado de Paulo Gustavo) por conta da polêmica envolvendo o hit “Onda diferente”. A música, que junta as duas, o rapper Snoop Dogg e o produtor Papatinho, foi eleita a canção chiclete do ano. Diante das vaias, Ludmilla rebolou na cara dos críticos e acabou coroada com mais um prêmio, o de cantora do ano — em que superou a própria ex-amiga.

“Esse choro é de uma luta muito grande e muito longa, que estava preso dentro de mim há muito tempo. Queria dizer para as meninas, mulheres periféricas: nunca deixem as pessoas dizerem quem você pode ser. Lute como uma garota. Obrigada pelas vaias, elas me fazem pensar o que eu gostaria ou não de fazer com as pessoas”, disse, emocionada.

Depois, carimbou sua posição de grande destaque da noite com uma performance em que desfilou hits. Até os que vaiavam tiveram que rebolar também.

Derrapadas no roteiro

Por diversos momentos na noite, Anitta e Paulo Gustavo tiveram que improvisar enquanto a montagem de palco para algum número musical demorava mais do que o esperado.

Em alguns, eles seguraram as pontas, como quando Paulo brincou que não voltaria a fazer o prêmio porque “a gente passa muito perrengue”. Mas também teve momentos de mau gosto, quando a dupla entrou num papo escatológico.

Dupla de carisma

Primeiro número após a abertura com Alok, a dobradinha entre Iza e Ivete Sangalo foi um dos destaques entre as apresentações. A dupla, que divide estúdio do “The Voice”, deu show de carisma, voz e entrosamento, cantando “Brisa” (de Iza) e  “Mainha gosta assim” (de Ivete).

Lançamento de Anitta e Marília

Pela primeira vez em 26 edições do Prêmio Multishow, artistas anteciparam um single inédito na festa. E foram logo duas das maiores cantoras do País: Anitta e Marília Mendonça apresentaram “Some que ele vem atrás”, do novo projeto da carioca “Brasileirinha”.

A música abre com uma produção pop, bem Anitta, mas vai ganhando versos típicos do cancioneiro do sertanejo de Marília. A química de palco entre as duas funcionou, e a versão chiclete antecipa um hit vindouro: “some que ele vem atrás/ quanto mais você some, mais saudade cê faz”.

Samba pra madrinha

Emocionante o número que homenageou a sambista Beth Carvalho, morta em abril. A performance começou intimista, liderada pela filha Luana Carvalho, que cantou a bela “Andança”. Depois, foi ganhando clima de festa com Diogo Nogueira (“O show tem que continuar”), Zeca Pagodinho (“Camarão que dorme a onda leva”), Jorge Aragão (“Vou festejar”) e Teresa Cristina (“Coisinha do pai”), encerrada pela bateria da Mangueira, escola da madrinha.

Mamãe femineja

Tocante, também, o número de Marília Mendonça, vencedora do prêmio de show do ano. Grávida de seis meses, a cantora optou por um número intimista, sentada, voz e violão, e cantou uma canção inédita, que escreveu para o filho, Léo.

Homenagem a Rennan da Penha

O chamado superjúri, composto por 11 especialistas da indústria, elegeu “Hoje eu vou parar na gaiola”, de MC Livinho e DJ Rennan da Penha como canção do ano. Preso desde o começo do ano por associação ao tráfico, Rennan da Penha foi representado no palco por Lorena, sua namorada, e Leleco, seu empresário.

“Isso vai dar muita força a ele, vai revigorá-lo. Ele não esperava esse prêmio”, disse a companheira.

A comitiva deixou o palco aos gritos de “Liberdade!”, incentivados por Anitta.

Mistura capenga

No número que melhor representava o conceito de “Mistura e vem”, escolhido para o Prêmio Multishow deste ano, o encontro entre o sambista Péricles e o rapper Baco Exu do Blues ficou aquém do esperado.

Os artistas até estavam empolgados para cantar “Flamingo”, um dos sucessos recentes de Baco, mas o microfone de Péricles falhou logo na abertura do número, esfriando o público presente na Jeunesse Arena.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Fama & TV

Ludmilla foi eleita a cantora do ano, chorou e agradeceu pelas vaias recebidas no Prêmio Multishow
Seios à mostra e festa na piscina: saiba o que rolou no Halloween de Anitta
Deixe seu comentário
Pode te interessar