Quarta-feira, 15 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
Fair

Cinema Johnny Depp processa jornal por calúnia em caso em que era acusado de espancar mulher

Compartilhe esta notícia:

O astro de Hollywood Johnny Depp, 56, compareceu na quarta-feira (26) em um tribunal de Londres para ouvir seu advogado argumentar que a ex-esposa de Depp havia mentido quando o acusou de espancá-la em comentários citados pelo tabloide britânico The Sun.

Estrela da franquia de filmes “Piratas do Caribe”, Depp está processando a empresa que edita o tabloide, a News Group Newspapers, e seu editor-executivo Dan Wootton por difamação por causa de um artigo que Wootton escreveu em 2018 chamando Depp de “espancador de esposa”.

O próprio Depp compareceu ao Supremo Tribunal no primeiro dia da revisão prejulgamento. O julgamento propriamente dito deve começar em 23 de março e durar duas semanas. Tanto Depp quanto sua ex-esposa, Amber Heard, se acusaram de abuso físico durante o relacionamento. Heard fez alegações pela primeira vez em 2016, as quais Depp negou.

“Um deles está mentindo e fazendo isso em grande escala”, disse uma argumentação apresentada pelos advogados de Depp e distribuído a jornalistas. “Portanto, é uma função muito importante desse julgamento por difamação que essas alegações sejam testadas e provadas ou refutadas.”

O ônus no caso está no Sun para provar que não cometeu difamação. O jornal argumentará simplesmente que o artigo não é difamatório porque é verdadeiro. A argumentação dos advogados do ator solicitou que o tribunal concorde em ouvir testemunhas que moravam na Califórnia por vídeolink durante a tarde de Londres, para acomodar a diferença horária de oito horas. O News Group Newspapers é de propriedade da News Corp.

Divórcio

Na época do divórcio, Amber Heard disse que Depp usava drogas e se tornava agressivo. Segundo ela, ele se transformava e chegou a agredi-la verbal e fisicamente. O ator, que nega as acusações, moveu uma ação de difamação contra a ex por conta das acusações e pede quase R$ 215 milhões de indenização.

Depois que Depp entrou com o processo, Heard pediu que a Justiça solicitasse documentos que comprovassem que ele não usava drogas, e Depp não os apresentou. Justamente por conta disso que o processo, que deveria começar em neste mês, foi transferido para o fim de agosto deste ano.

Johnny Depp está solteiro desde o final de 2019, quando terminou o namoro de quase um ano com a dançarina Polina Glen, 24. Segundo a imprensa internacional, um dos fatores que levaram a bailarina russa a tal decisão é que ela considerava a atenção em torno do astro e da relação de ambos assustadora.

Já Heard está namorando a diretora de fotografia Bianca Butti. As duas foram flagradas se beijando na frente de um hotel na Califórnia, no final de 2019, segundo o site Daily Mail. Ainda de acordo com a publicação, Butti tem passado por um intenso tratamento contra um câncer de mama.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cinema

Pós-carnaval: veja dicas de como recuperar a beleza depois da folia
Após platinar os cabelos, Wesley Safadão surge de madeixas roxas
Deixe seu comentário
Pode te interessar