Terça-feira, 22 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

Polícia Mãe e filha são assassinadas a tiros ao cobrarem dívida de ex-candidato a vereador no Mato Grosso do Sul

Compartilhe esta notícia:

O suposto atirador seria Jorcy Marques Ortiz e ainda não foi localizado.

Foto: Redes Sociais
O suposto atirador seria Jorcy Marques Ortiz e ainda não foi localizado. (Foto: Redes Sociais)

Mãe e filha foram mortas a tiros na noite de sexta-feira (4), no município de Antônio João, a 301 quilômetros de Campo Grande (MS), na região de fronteira com o Paraguai. O suspeito do crime é um homem de 52 anos, que foi candidato a vereador da cidade, pelo partido Republicanos, nas últimas eleições municipais de 2020. Ele teve apenas 29 votos – 0,49% dos válidos.

De acordo com o boletim de ocorrência, Rosenilda Rodrigues Maciel, de 54 anos, e a filha, Andréia Rodrigues Maciel, de 34, foram mortas na rua, logo após terem saído da casa de uma vizinha.

Conforme a polícia, as vítimas foram baleadas ao cobrarem do suspeito uma dívida financeira. Na versão de familiares das vítimas à polícia, Rosenilda teria um relacionamento extraconjugal com o suspeito e ele teria pego dinheiro emprestado dela.

As vítimas foram executadas na Rua Pantaleão Coelho Xavier, próximo a um mercado. Moradores do local disseram à polícia que ouviram tiros e uma mulher gritando por socorro.

O suposto atirador seria Jorcy Marques Ortiz e ainda não foi localizado. O suspeito fugiu de carro logo após o crime e até a publicação desta reportagem não tinha sido localizado. O caso foi registrado como homicídio.

O delegado titular da PC e a PM da cidade ainda não se manifestaram sobre o caso.

Assentado é morto no MS

Everson Claudio de Almeida Oliveira, de 48 anos, foi assassinado com tiro depois ser chamado pelo nome na noite de sexta-feira (04), em um assentamento de Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande. O suspeito de cometer o crime estava em um veículo Volkswagen Gol de cor verde.

Quem procurou a polícia foi um conhecido da vítima que mora no mesmo assentamento. Conforme o relato, esse conhecido foi até o lote de um amigo que havia viajado e pediu para que cuidasse da alimentação dos animais da propriedade. Por volta das 19 horas, estava colocando a ração, quando Everson, conhecido como ‘Ticha’, chegou ao local.

A testemunha conta que teve uma breve conversa com Ticha. Em seguida, motorista do Gol chegou na porteira do local e chamou a vítima pelo nome. Como tinha muitas coisas a fazer, o conhecido conta que entrou na residência para terminar, momento em que escutou um disparo e um grito de socorro.

Ao sair para ver o que ocorreu, ele afirma que encontrou Ticha ferido, pedindo ajuda e afirmando que não conseguia respirar. Não houve tempo para socorro e a vítima morreu no local. A testemunha ainda conta que foi tudo muito rápido e não conseguiu identificar quem estava no Gol.

A Polícia Civil foi acionada e foi ao local com a perícia, porém não houve preservação na cena do crime. De acordo com o boletim de ocorrência, o corpo da vítima foi mexido e a residência foi revirada, demonstrando que alguém buscava algo na casa. Também foi encontrada uma caixa de som que foi movida pela pessoa que violou o local do crime. A caixa foi apreendida.

 

 

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Militares veem risco de que a impunidade de Pazuello cause um “racha” no Exército
Agente da Susepe é morto e três pessoas ficam feridas durante fuga de apenado em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha
Deixe seu comentário
Pode te interessar