Sábado, 05 de Dezembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Cloudy

Esporte Messi deixa sua marca no fim e Barcelona vence a Juventus

Compartilhe esta notícia:

Barcelona lidera o Grupo G com seis pontos. (Foto: Reprodução)

100% de aproveitamento. Na segunda rodada da Liga dos Campeões, o Barcelona conquistou sua segunda vitória. Nesta quarta-feira (28), o time catalão visitou a Juventus e venceu a Velha Senhora por 2 a 0, no Allianz Stadium. Os gols foram marcados por Ousmane Dembélé e Lionel Messi.

Bom início 

​O Barcelona, mesmo jogando fora de casa, não se intimidou e foi para cima da Juventus. Logo nos primeiros minutos, Griezmann teve grande chance de abrir o placar, mas mandou na trave de Szczesny. Aos 13 minutos, Messi fez linda virada de jogo e encontrou Dembélé na direita. O francês encarou a marcação, bateu de fora da área, contou com desvio da marcação e abriu o placar.

Segundo tempo equilibrado

A etapa final teve bom futebol das duas equipes. Após desempenho fraco no primeiro tempo, a Juventus voltou melhor do intervalo e criou boas chances. O Barcelona, igualmente, também teve chances para ampliar o placar, mas não conseguiu balançar as redes. Griezmann, criticado por Koeman em outras partidas, foi um dos destaques blaugrana.

Gol de Messi

Aos 44 minutos do segundo tempo, o Barcelona ampliou a vantagem e fechou o caixão. Ansu Fati foi derrubado por Bernardeschi dentro da área e, em cobrança de pênalti, o argentino Lionel Messi bateu com categoria para fazer o segundo.

Gols anulados

​O atacante Morata, da Juventus, terá pesadelo com a arbitragem durante o jogo. O camisa 9 da Velha Senhora marcou três gols na partida, mas todos foram anulados por posição irregular do centroavante. Os dois primeiros foram na etapa inicial, enquanto o terceiro foi no início do segundo tempo.

Sequência

Na próxima rodada da Liga dos Campeões, a Juventus encara o Ferencváros, da Hungria, fora de casa. O Barcelona, por sua vez, enfrenta o Dínamo de Kiev, no Camp Nou. Os dois jogos acontecem na próxima quarta-feira, dia 4 de novembro.

Vitória de Messi fora de campo

Lionel Messi venceu. Por mais que possamos encontrar razões para a renúncia do agora ex-presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, nenhuma é maior que o camisa 10.

Talvez nunca tenha sido vista uma batalha assim, pública e intensa, entre um jogador de futebol e um presidente em um clube tão gigantesco e global como o Barcelona. A ruptura chegou ao ponto de Messi ter comunicado por fax a saída do clube de sua vida no mês passado. Por fax! E só recuou diante da possível batalha jurídica que se aproximava.

Bartomeu, que tinha mandato até o fim da temporada (meio de 2021), já havia adiantado as eleições para março. Messi pode assinar com qualquer clube do mundo na próxima janela, em janeiro, e sair de graça do Barça ao final de seu contrato, que termina no meio do ano. Agora, com a renúncia e as eleições nas próximas semanas, a esperança de grande parte da torcida culé é que Messi volte atrás na decisão e encerre sua carreira na Catalunha. Já assine, em janeiro, uma extensão de contrato.

A gestão Bartomeu é questionada por qualquer aspecto que se olhe. Mas o dirigente possivelmente chegaria ao fim do mandato, não fosse o divórcio com o maior nome da história do clube, talvez da cidade.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

O Inter faz 2 a 1 no Atlético-GO e estreia com vitória na Copa do Brasil
Cristiano Ronaldo volta a testar positivo para o coronavírus e se irrita
Deixe seu comentário
Pode te interessar