Terça-feira, 18 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Mostly Cloudy

Acontece “Não podemos ignorar que neste momento vivemos sob o signo das transformações impostas pela pandemia”, diz presidente da Assembleia Legislativa do RS

Compartilhe esta notícia:

Na foto, em destaque, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Gabriel Souza. (Foto: Divulgação/ Federasul)

O Tá na Mesa desta quarta-feira (14) contou com a participação do presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Gabriel Souza. O evento da Federasul abordou hoje, “Os desafios do Legislativo em tempos de crise e transformações“. O bate-papo on-line foi transmitido pelos canais da Federasul, Facebook e YouTube.

Desde o início da pandemia da Covid-19 o país enfrenta períodos difíceis, porém a situação atual é a pior, devido ao alto número de internações e mortes causadas pelo vírus. Para minimizar o contágio da doença, o governo do estado estabeleceu medidas de segurança e restringiu as atividades dos chamados “serviços não essenciais”, o que desencadeou uma crise econômica em todos os setores.

“Não podemos ignorar que neste momento vivemos sob o signo das transformações impostas pela pandemia. A rapidez nas respostas passou a ser imperativa para a sobrevivência. Do mesmo modo, a eficiência das soluções, a celeridade na execução dos serviços e a transparência nas decisões”, destacou o presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Gabriel Souza.

Segundo o chefe do legislativo gaúcho, todas as áreas tiveram que se adaptar, a transformação teve que ser imediata. A pandemia alterou o comportamento humano, a economia, a relação entre pessoas e até mesmo a forma de pensar, conforme relatou o deputado.

Dessas mudanças provocadas pelo vírus, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, acredita que muitas delas vão permanecer, sejam elas nos campos das relações pessoais e de trabalho, das formas de produção, dos modelos de sustentabilidade econômica e das formas de geração de emprego e renda.

“Entre está aqui que estamos fazendo agora, assistir uma apresentação do presidente da Assembleia através de uma tela de computador, eu estou falando para uma tela de computador e sendo visto através delas em outras telas de tablet, celulares, computadores, nas casas de várias pessoas neste momento. Ou seja, me parece que o tele-trabalho, a forma de relação profissional e até mesmo pessoal remota deve permanecer”, destacou Souza.

Após um ano da doença, o deputado disse que a Assembleia Legislativa gaúcha está passando por profundas transformações nos processos de trabalho, em todas as instâncias da produção legislativa e da administração do poder. “Tivemos de nos tornar mais céleres, mais objetivos, mais presentes, apesar das distâncias físicas. Trabalhamos mais e, ao que parece, trabalhamos melhor, com os mesmos recursos financeiros e humanos”, finalizou.

Também participaram do encontro virtual, o presidente da Federasul, Anderson Trautman Cardoso e o vice-presidente da Federasul, Rafael Goelzer.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Acontece

Com agravamento da pandemia, países suspendem voos internacionais para o Brasil
Daniel Ramos retorna ao RS e reassume cargo na CMPC
Deixe seu comentário
Pode te interessar