Quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Quase 30% dos adolescentes gaúchos já estão com o esquema completo de imunização contra covid

Compartilhe esta notícia:

Ao menos 43,9% dos adolescentes já receberam segunda dose ou dose única. (Foto: Cristine Rochol/PMPA)

Mais de 7,67 milhões de habitantes do Rio Grande do Sul já estão com o esquema vacinal completo. Divulgada nesta quarta-feira (8) pela Secretaria Estadual da Saúde (SES), a estatística abrange tanto os procedimentos de segunda dose de Coronavac, Oxford ou Pfizer, quanto as aplicações da injeção única do imunizante da Janssen.

Por segmento populacional, esse contingente abrange 86,9% dos adultos (a partir de 18 anos), bem como 29,6% dos adolescentes (12 a 17 anos), 81,8% dos cidadãos aptos a serem vacinados (qualquer indivíduo dos 12 anos em diante) e, em média, 69,8% de todos os habitantes dos 497 municípios gaúchos, que totalizam cerca de 11,3 milhões.

Para que seja possível atingir a imunidade coletiva no Estado, é necessário vacinar pelo menos 70% da povo gaúcho com as duas doses ou dose única, conforme estimativa da SES. Mas isso precisa ser feito de forma homogênea entre municípios e faixas etárias. De acordo com a Secretaria, o ideal é atingir 90% de cobertura vacinal completa.

No caso específico da Janssen, as aplicações somam 304.429 até o momento. Por fim, a dose de reforço já chegou aos braços de quase 1,35 milhão gaúchos, em todos os 497 municípios – a proteção-extra é oferecida a todos os cidadãos na faixa etária a partir de 12 anos, mediante intervalo mínimo de cinco meses a partir da segunda injeção (exceto para imunossuprimidos, com um prazo menor).

Primeira dose também avança

Em relação à primeira dose de qualquer uma das três vacinas de dupla etapa, são ao menos 8,9 milhões de habitantes do Estado contemplados pela primeira dose, o que representa 95,6% dos maiores de idade, bem como 81,7% dos adolescentes, 94,4% do público imunizável e 80,6% da população geral.

Os quantitativos, índices de cobertura e outros detalhes foram apurados no final da tarde e podem ser consultados na plataforma oficial de monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde, com dados relativos a toda a campanha, iniciada em 19 de janeiro – desde então, são mais de 18,2 milhões de doses aplicadas. Confira em vacina.saude.rs.gov.br.

Estatística de cada fármaco

Quanto à cobertura vacinal pelos imunizantes ministrados em duas etapas, o predomínio de primeiras doses no Rio Grande do Sul é do fármaco de Oxford-Astrazeneca (42,3%). Em seguida aparecem a Pfizer-Comirnaty (31,7%) e a Coronavac-Butantan (26%).

Nos procedimentos de segunda injeção, no topo do ranking estadual também está a vacina de Oxford (44,9%), tendo como vice-líder a Coronavac (28%). O terceiro lugar é ocupado pela Pfizer (27,1%).

A Janssen (produzida na Suécia pela norte-americana Johnson & Johnson) – cuja introdução na campanha foi realizada no dia 26 de junho – chegou até agora a 304.429 braços, conforme mencionado anteriormente nesta reportagem.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Fiscais apreendem 450 quilos de carne de cavalo de abate clandestino em Pelotas
Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande do Sul elege novo presidente
Deixe seu comentário
Pode te interessar