Sábado, 08 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Mostly Cloudy / Wind

Rio Grande do Sul Renovado apoio ao programa Cresce RS

Compartilhe esta notícia:

Secretário de Planejamento, Claudio Gastal disse que governo atual se pautou pela continuidade e evolução de projetos.

Foto: Joel Vargas/ALRS
Secretário de Planejamento, Claudio Gastal disse que governo atual se pautou pela continuidade e evolução de projetos. (Foto: Joel Vargas/ALRS)

Na manhã desta terça-feira (26), o governo do Estado renovou o seu apoio, até 31 de dezembro de 2022, ao Cresce RS, programa criado pela Assembleia Legislativa para monitorar projetos considerados estratégicos para o Rio Grande do Sul.

O termo de cooperação técnica, que envolve todos os Poderes, órgãos de controle, entidades empresariais, sociedade e universidades, foi assinado pelo governador em exercício, deputado estadual Ernani Polo.

“O Cresce RS é uma demonstração de que aquilo que é bom e produz resultados para o nosso Estado precisa ser continuidade, aprimorado e modernizado. Aliás, esse é o conceito do programa: a continuidade, independentemente de todas as diferenças ideológicas ou políticas, para remarmos todos juntos na mesma direção. Temos muitas conquistas a comemorar nos últimos dois anos, um legado que já deixamos, e que agora tenho a honra de renovar para, de forma integrada, construirmos um Rio Grande melhor”, afirmou Polo, que encerra seu mandato como presidente da Assembleia no dia 3 de fevereiro.

O objetivo do Cresce RS é propor ações para destravar os investimentos necessários ao crescimento do RS, acelerando processos de desenvolvimento e geração de emprego e renda. O suporte técnico do programa, que possibilita o acompanhamento das demandas, é da SPGG (Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão).

“Uma das coisas fundamentais do nosso governo é não sermos uma gestão de ruptura, mas de continuidade e evolução, e isso se dá quando conseguimos dialogar, buscar consensos e convergências em pautas fundamentais para o RS. Por isso, renovo nosso apoio no monitoramento e desdobramento das ações dentro do Executivo, com toda a transparência e fazendo as articulações necessárias, para entregarmos os resultados à população, que é o grande objetivo do Cresce RS”, destacou o titular da SPGG, Claudio Gastal.

O programa é composto de três eixos (Infraestrutura e Logística, Desburocratização e Fomento dos Bancos Públicos) e tem 19 projetos mapeados. A metodologia para o monitoramento das ações é a mesma que a SPGG utiliza para acompanhar as demandas das pastas e órgãos vinculados do Executivo nas reuniões do Conselho de Gestão Estratégica, lideradas pelo governador Eduardo Leite. Os responsáveis pelos projetos apresentam os conteúdos, os impactos previstos, a situação-problema, a alternativa-solução e a proposta de ação para concluir a entrega.

Em nome da Assembleia, o futuro presidente da Casa, deputado Gabriel Souza, confirmou a intenção de dar seguimento ao programa. “O Cresce RS é um símbolo da boa convivência entre os Poderes e tem o espírito da gestão compartilhada. Afinal, as pautas de Estado ultrapassam as nossas legislaturas. Por isso, quero renovar o compromisso com a continuidade e o aprimoramento do programa iniciado com o deputado (Luís Augusto) Lara, que continuou com o deputado Ernani Polo e que terá seguimento”, afirmou o parlamentar.

De acordo com o termo de cooperação assinado, a partir da definição dos projetos prioritários, o Cresce RS realizará reuniões periódicas de acompanhamento, através de um sistema de monitoramento, a cada 90 dias, ao longo dos anos de 2021 e 2022.

Além do governador em exercício e de deputados estaduais, assinaram o termo Marcelo Lemos Dornelles, representando o Ministério Público, Estilac Xavier (Tribunal de Contas do Estado), Antonio Flávio de Oliveira (Defensoria Pública), Geraldo da Camino (Ministério Público de Contas); Luiz Bernardi (Receita Federal); Gilberto Ribeiro (Fiergs); Fábio Avancini Rodrigues (Farsul), Anderson Trautman Cardoso (Federasul), Luiz Carlos Bohn (Fecomercio-RS), Silomar Garcia Silveira (Uvergs), Paulo Menzel (Camara Log), Celio Levandovski (Sescon-RS), Wagner Silveira (Fepeme), Lauren de Vargas Momback (Junta Comercial), Eduardo Fernandez (Lide RS), Ana Tércia Lopes Rodrigues (Conselho Regional de Contabilidade), Solimar Amaro (PUCRS), Carlos André Bulhões Mendes (UFRGS), Marcelo Fernandes de Aquino (Unisinos), Thomas Heimann (Ulbra), Leonardo Alvim Beroldt da Silva (Uergs), Evaldo Antonio Kuiava (Comung), Altemir Feltrin da Silva (Sindifisco-RS), Giovani Dagostim (Sindiconta RS), Orlando Faccini Neto (Ajuris), Afonso Tochetto (Feapaes-RS), Andre Emilio Lagemann (Federação das Santas Casas RS), Samsara Nyaya Nunes (Imama), Roberto Visotto (Fórum dos Coredes), Osvaldo Pires e Fernando Postal (Banrisul), Jeanete Lontra (Badesul) e João Pedro Lamana Paiva (Anoreg).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Distribuição do Tri Social segue até fevereiro em Porto Alegre
Escritório de Desenvolvimento de Projetos do RS entrega manual
Deixe seu comentário
Pode te interessar