Terça-feira, 27 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Light Rain

Esporte Suárez estreia com dois gols e assistência, e o Atlético de Madrid massacra o Granada

Compartilhe esta notícia:

Suárez entrou no lugar de Diego Costa no segundo tempo. (Foto: Reprodução)

O Atlético de Madrid massacrou o Granada com uma goleada por 6 a 1 neste domingo (27), com uma grande atuação de Luis Suárez, que realizou a sua estreia com a camisa do clube colchonero, marcando dois gols, além de uma assistência, pela terceira rodada do Campeonato Espanhol.

O uruguaio iniciou o duelo no banco de reservas e entrou no lugar de Diego Costa, autor do primeiro gol, aos 21 minutos do segundo tempo. Com dois minutos em campo, já era o protagonista.

O atacante tocou para Marcos Llorente balançar as redes, e já na reta final da partida, fechou o placar com dois gols.

Suárez deixou o Barcelona na última semana e assinou com o Atlético de Madrid por dois anos.

Concorrência

O hispano-brasileiro Diego Costa diz que a concorrência pelo posto de centroavante do Atlético de Madrid deve se acirrar, mas o atacante não se importa. Ele celebra a chegada do uruguaio. E usa o bom humor. “É muito bom. Um mordendo e o outro batendo”, comentou, em entrevista à emissora “Movistar+”.

Diego, claro, se referia à mordida que Suárez deu em Chiellini, na Copa do Mundo de 2014, e ao seu próprio histórico de jogador com temperamento forte em campo. Ao analisar mais seriamente a contratação, o camisa 19 admitiu que estranhou a postura do Barcelona com do uruguaio.

“Temos um jogador como Luis, que por sorte deixou o Barcelona. Não sei como uma equipe como essa o deixou sair. Mas, para a gente, é ótimo, nos dá muito com os seus gols e dentro do vestiário com o seu espírito guerreiro, sua vontade de ganhar e de conquistar títulos”, disse Diego.

Embora dê as boas-vindas para Suárez e enxergue um bom futuro no Atlético ao lado do novo companheiro, Diego Costa não se garante no time. Ele diz que está à disposição da diretoria, caso o clube entenda que o melhor é encontrar um novo time para o hispano-brasileiro.

“Eu deixei o clube decidir meu futuro. Em nenhum momento quis brigar para ser um peso aqui dentro, pelo contrário. Eu deixei claro para o clube. Estava aberto para ouvir, se iam me vender, se havia uma possibilidade de empréstimo, se queriam a rescisão para que ficar livre, eu aceitava. Falei com o clube, com o mister (Simeone), deixei muito claro o que acontecia, e se estou aqui vou brigar e seguir lutando. Se as lesões me ajudarem, vou estar presente, mas se houver uma possibilidade de sair e for o melhor, estou à disposição”, declara.

Aos 31 anos, Diego tem contrato com o Atlético até o fim da atual temporada, em junho de 2021. Em 2019/2020, ele fez cinco gols em 30 jogos. A janela de transferências na Espanha se encerra no próximo dia 5 de outubro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Cristiano Ronaldo faz dois, e a Juventus empata com um a menos contra a Roma fora de casa
A importância da vitória para a dupla Grenal nesta terça-feira
Deixe seu comentário
Pode te interessar