Terça-feira, 28 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Acontece Termômetro da CDL POA aponta que 32% dos lojistas estão otimistas para o Dia dos Pais

Compartilhe esta notícia:

O ticket médio de vendas esperado para a data comemorativa pela maior parte dos entrevistados deve ficar acima de R$ 150.

Foto: Reprodução
O ticket médio de vendas esperado para a data comemorativa pela maior parte dos entrevistados deve ficar acima de R$ 150. (Foto: Reprodução)

A fim de rastrear os movimentos das atividades econômicas na Capital gaúcha neste Dia dos Pais, a CDL Porto Alegre realizou, durante o mês de julho, uma pesquisa online com empresários dos setores de varejo, comércio e serviços para a data comemorativa. O levantamento pretendeu avaliar os avanços decorrentes da imunização contra a Covid-19 e os sinais de retomada econômica e social já presentes no cotidiano da cidade a partir da perspectiva dos lojistas.

A palavra que representa o momento atual do varejo é  recuperação. “Para a maior parcela dos lojistas da Capital consultados pela CDL POA, a Retomada é o que marca o cenário das atividades comerciais. Sentimos isso no nosso dia a dia. Realmente, já podemos dizer que estamos vivendo dias melhores e esperamos um momento ainda mais significativo com as datas de fim de ano”, detalha o presidente da CDL POA, Irio Piva. Na pesquisa, os empresários também citaram apreensão, situação delicada, dificuldade, incerteza, foco no online e esperança para definir suas percepções frente ao cenário.

Parte da consulta, a entidade aferiu o sentimento dos empresários em relação às possibilidades de vendas para o Dia dos Pais. Assim, o Termômetro do Otimismo da CDL POA registrou que 32% dos lojistas estão otimistas, 11% estão muito otimistas, 26% estão razoavelmente otimistas, 26% estão pouco otimistas e 5% estão nada otimistas.

Ainda, a pesquisa buscou compreender, passados mais de 15 meses após o início da disseminação do vírus no Brasil, em especial, na cidade de Porto Alegre, quais seriam as áreas que as empresas ainda gostariam de desenvolver melhorias. A maioria dos entrevistados mencionou Marketing como foco principal para aprimoramento (63%). Seguido de Atendimento (42%), Gestão de Caixa (37%), Gestão de Pessoas e Digitalização (ambas com 21%), Espaço Físico e Vendas pelo Facebook (ambas com 5%).

Para a realização do levantamento, foram consultados os associados da CDL POA pertencentes aos segmentos de vestuário, ótica e joalheria, calçados e acessórios, livraria e papelaria, mercados, artigos para casa e decoração, eletroeletrônicos, material esportivo, beleza, bebidas, alimentação, colchões, materiais para construção e moveleiro. A consulta foi realizada durante o mês de julho com microempresas (21%) – faturamento menor ou igual a R$360 mil/ano; pequenas empresas (63%) – faturamento superior a R$360 mil/ano e menor ou igual a R$4,8 milhões/ano; e empresas de médio porte (16%) – faturamento superior a R$4,8 milhões/ano e menor ou igual a R$300 milhões/ano.

Na avaliação do economista-chefe da CDL POA, Oscar Frank, a resolução do problema sanitário relacionado à Covid-19 e a recuperação gradativa das atividades econômicas devem puxar a retomada no segundo semestre. “Esses vetores favorecerão a recuperação do mercado de trabalho, a geração de renda e a confiança dos consumidores, beneficiando, principalmente, aqueles segmentos mais prejudicados com o distanciamento social.”

Saiba o que dizem os empresários de Porto Alegre para o Dia dos Pais deste ano:

O ticket médio de vendas esperado para a data comemorativa deve ficar acima de R$ 150 para 52% dos entrevistados; entre R$ 100 e R$ 150 para 26%; entre R$ 50 e R$ 100 para 11%; e entre R$ 10 e R$ 50 também para 11%.

Quanto à preparação das lojas, 63% farão ofertas especiais; 47% estão apostando em vendas online; 42% estão investindo em redes sociais; 32% estão preparando kits ou combos de presentes; e 21% estão apostando na decoração. Nenhum dos lojistas consultados fará contratações temporárias de funcionários ou firmará parcerias comerciais com outras empresas.

Para a divulgação de produtos, as ações estarão voltadas predominantemente para produção de conteúdo em redes sociais (74%), além da decoração de vitrine e loja (58%), do conteúdo para WhatsApp (47%), do uso de e-mail marketing e de publicidade paga em meios digitais (ambos com 10%), e da impressão de flyers e panfletos (5%).

Pensando em estratégias digitais para vendas, os empresários usarão o WhatsApp (84%), as redes sociais (58%), sites e marketplaces (ambos 21%), outros aplicativos (10%).

Quanto à disponibilidade de meios de pagamento, os cartões de crédito e débito são unanimidade entre os lojistas, ou seja, 100% dos entrevistados terão estas modalidades disponíveis na hora de o consumidor pagar a conta. Cerca de 84% aceitarão compras com dinheiro ou PIX, 63% receberão pagamento digitais, 21% trabalharão com cheque e 16% terão a oferta de crediário próprio.

Os profissionais dos setores do comércio, varejo e de serviços também percebem uma mudança significativa no estilo dos presentes escolhidos pelos consumidores desde o início da pandemia. Mais de 74% disseram que o tipo de presente e o comportamento de compra estão diferentes, enquanto que 26% não notaram diferenças.

Por fim, os empreendedores da Capital gaúcha disseram o que esperam para o desempenho das vendas neste Dia dos Pais, em comparação a 2020. Cerca de 5% dos entrevistados acreditam em vendas superiores a 30%; 21% acreditam em vendas superiores entre 20% e 30%; 10% aguardam uma comercialização superior entre 11% e 20%; outros 21% apostam em vendas superiores entre 1% e 10%; já 32% esperaram o mesmo desempenho do último ano; e 10% imaginam um desempenho inferior, se comparado a 2020.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Acontece

Dia dos Pais do ParkShopping Canoas tem oficina de desenhos para filhos prestarem homenagens
Casos de Covid no mundo ultrapassam 200 milhões com disseminação da variante delta
Deixe seu comentário
Pode te interessar