Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Bolsonaro disse que vai “seguir normas legais” para a sucessão da procuradora-geral da República, Raquel Dodge

Museus estaduais esperam visitantes 

Margs tem abertura de quatro novas exposições em setembro. (Foto: Sofia Wolff/Especial Palácio Piratini)

As instituições culturais do Estado, localizadas na Capital, esperam receber muitos visitantes durante o final de semana em função do feriado da Independência e, para isso, prepararam uma programação para todos os gostos. Com horários variados, estarão abertas no feriadão com atrações para os apreciadores de diferentes manifestações artísticas.

A CCMQ (Casa de Cultura Mario Quintana) recebe o 3º Período Expositivo, inaugurado pelo Ieavi (Instituto de Artes Visuais), com suas galerias localizadas no 3º e no 7º andares. As exposições ficam abertas para visitação até 30 de setembro, com entrada gratuita. A CCMQ funcionará das 12h às 21h, enquanto as galerias do Ieavi funcionam das 12h às 18h no sábado (8) e domingo (9), voltando ao horário normal na terça-feira (11), das 9h às 18h.

Para quem curte cinema, também na CCMQ, a Cinemateca Paulo Amorim, apresenta nova programação, com três salas exibindo nove filmes, incluindo as estreias de “Charco” (Argentina e Uruguai, 2017), e “Ser Tão Velho Cerrado” (Brasil, 2018). Os ingressos estão a R$ 14 nos finais de semana e feriados, com 50% de desconto para estudantes, idosos acima de 60 anos e clientes do Banrisul, além de entrada gratuita para Brigada Militar e Polícia Civil.

O Museu da Comunicação Hipólito José da Costa recebe a Ospa (Orquestra Sinfônica de Porto Alegre), que apresenta um recital da série Música de Câmara, com o quinteto de cordas Rapsódia, formado por Danilo Campos Vieira (violino), Carlos Sell (violino), Filip Filipov (violoncelo) e Eder Kinappe (contrabaixo). O concerto começa às 18h de sábado (8), com entrada gratuita.

No Margs (Museu de Arte do Rio Grande do Sul) o mês de setembro traz muitas novidades com a abertura de quatro novas exposições. “Myanmar em Preto & Branco”, de Rossana Sofia, e “Linha d’Água e Sem Identificação”, de Gilberto Perin, foram inauguradas na quarta-feira (5). “O Poder da Multiplicação – Instituto Goethe” tem abertura marcada para o próximo dia 11 e “Acervo do Margs” será exposta a partir do próximo dia 19. O museu funciona de terça a domingo, das 10h às 19h, e não terá alterações de funcionamento durante o feriado e final de semana da Independência.

Para quem visitar o Margs, a sugestão é aproveitar a proximidade e ir até o Memorial do Rio Grande do Sul. São três exposições inauguradas em setembro e disponíveis para visitação até 14 de outubro: “Henrique Fuhro 80 Anos”, “Herança do Pampa – A História do Cavalo Crioulo Através da Arte” e “Sem Fronteiras”.

A edição mensal do “Mês a Mês na História” vai até o próximo dia 30, além da exposição permanente “Linha do Tempo da História do Rio Grande do Sul” e da Mostra do Acervo do IGTF (Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore).

No mês comemorativo à Revolução Farroupilha o AHRS (Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul) apresenta exposição que resgata parte da história dos festivais da Canção Nativa no Estado. “Memorial dos Festivais: A música contando a História do Rio Grande” pode ser conferida até dia 30, no segundo andar do Memorial do RS (Sala do Tesouro), com entrada franca. Durante o feriado, o Memorial funciona das 13h às 17h no domingo e das 10h às 18h no sábado.

O Museu Julio de Castilhos, o mais antigo museu do Estado, apresenta este mês a exposição “O Gaúcho”, em parceria com a Trensurb, apresentando fotos do cotidiano do gaúcho nos anos 1940. Também é possível conferir a ampliação do Acervo Farroupilha, com itens inéditos. O museu fica aberto no feriado e no sábado das 10h às 17h.

O Margs, A CCMQ e o Museu Júlio de Castilhos possuem cafeterias abertas para atender ao público que quer apreciar as exposições e fazer um lanche num passeio cultural completo. Todos os museus têm entrada franca.

Deixe seu comentário: