Terça-feira, 16 de julho de 2024

Porto Alegre
Porto Alegre, BR
14°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Cláudio Humberto Banca inglesa tenta faturar no desastre da Samarco

Compartilhe esta notícia:

Esta coluna reflete a opinião de quem a assina e não do Jornal O Sul. O Jornal O Sul adota os princípios editorias de pluralismo, apartidarismo, jornalismo crítico e independência.

Realizou-se na quarta (19) a primeira audiência (pre-trial) da justiça de Londres na ação coletiva da banca de advocacia Pogust Goodhead (PG) contra a BHP e Vale, sócias da Samarco, envolvida no rompimento da barragem. A ação espanta pela ousadia. O PG pede cerca de R$300 bilhões de indenização para 170 mil pessoas. A defesa da BHP alega que metade não sabe que, em caso de sucesso, teria de ceder grande parte do dinheiro ao PG, e, no fracasso, arcar com as custas judiciais.

Sem transparência

A BHP também alegou que os questionários não deixam claro se existe autorização dos requerentes para o PG representá-los.

Modus operandi

O mudus operandi do PG é alvo de críticas. Em 2023, um deputado escocês o acusou de desistir de um caso ao perceberam que iam perder.

Pepino milionário

PG desistiu do caso Primodos, produto de testes de gravidez que fez mal a bebês, e pode sobrar para os requerentes até R$68 milhões em custas.

Queixas de clientes

A empresa escolheu como parceiro no Brasil o petista José Eduardo Cardozo, ex-ministro da Justiça e advogado requisitado.

Justiça eleitoral pega leve em crime eleitoral de Lula

A Justiça Eleitoral outra vez pegou leve com Lula (PT), relativizando o crime eleitoral explícito do presidente ao aproveitar o comício de 1º de Maio, no estádio do Corinthians, em São Paulo, para pedir votos ao candidato de extrema-esquerda à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (Psol). Após tornar o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) inelegível só por se reunir com embaixadores, a Justiça Eleitoral “condenou” o petista apenas a multa de R$20 mil. Seu candidato, nem isso: R$15 mil.

Um ano no dia 30

A passada de pano no crime eleitoral de Lula ocorre a poucos dias de completar um ano da inelegibilidade de Bolsonaro, em 30 de junho.

Crime configurado

“Está configurada a propaganda eleitoral antecipada com pedido explícito de voto”, concluiu o juiz, que, apesar disso, só fixou “pena” de multa.

Multa deve evaporar

Advogados eleitoralistas já apostam que a “punição” não resistirá a recurso dos “condenados” e não restará nem mesmo multa a ser paga.

Conversa de perdedor

Lula continua insultando Roberto Campos Neto, com alegações falsas, só para não reconhecer que a decisão do Copom não foi apenas do presidente do Banco Central e sim de todo o colegiado. Incluindo os diretores que ele nomeou, em decisão unânime. Perdeu, mané.

Mais uma suspeita

Até Silas Câmara (Rep-AM), que tem pregado relação cordial entre bancada evangélica e o governo Lula na Câmara, discute convocar “representante do governo” para explicar as doações do Brasil à Etiópia.

Que fique claro

Até membros do PL pediram que o relator Sóstenes Cavalcante (PL-RJ) prorrogue o debate sobre o projeto que criminaliza o aborto, e querem que fique claro no texto: mulheres abusadas não serão criminalizadas.

Discurso velho

Quem é contra o jogo precisa reciclar suas alegações. O Brasil é o único país não muçulmano onde a atividade é proibida. Em vez de sociedade “destruída pelo vício”, os que têm cassino favorecem a geração de renda, impostos e empregos, e impedem uso do jogo para lavagem de dinheiro.

O relógio e o sítio

A condenação de vândalo que quebrou relógio do Planalto se iguala aos 17 anos de prisão que Lula foi condenado pelo TRF-4 por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do sítio de Atibaia. Acabou anulado, claro…

Mundo da fantasia

“Lula não se contenta em expor a sua demagogia populista apenas na campanha. Insiste em não descer do palanque… ignorando o mundo real”, criticou o deputado Domingos Sávio, presidente do PL-MG.

Apenas incompetência

“O governo não precisa buscar razões para justificar sua incompetência”, diz Alberto Fraga (PL-DF), para quem o governo não corta gastos, não enxuga a máquina pública e agora “inventa” ser contra incentivos fiscais.

Tem é mais

Expectativa do Cepea-USP é de que o estoque de arroz de dezembro deste ano supere o do mesmo período do ano passado. A previsão é de exportação menor, o que vai gerar maior excedente no mercado interno.

Pensando bem…

…elogio a indiciado por corrupção parece conversa em banho de sol.

PODER SEM PUDOR

Pronomes trocados

Benedito Valadares era governador de Minas quando foi a uma exposição agropecuária em Curvelo. No discurso de abertura, jurou: “Determinei à Caixa Econômica e aos bancos do Estado a concessão de empréstimos agrícolas a prazos curtos e juros longos.” Um assessor corrigiu, em voz alta: “É o contrário, governador.” Ele respondeu: “Desde que o dinheiro venha, os pronomes não têm importância!”

(Com Rodrigo Vilela e Tiago Vasconcelos)

Esta coluna reflete a opinião de quem a assina e não do Jornal O Sul.
O Jornal O Sul adota os princípios editorias de pluralismo, apartidarismo, jornalismo crítico e independência.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

Jair Bolsonaro sugere que Governo Lula copie seu plano na pandemia e injete “dinheiro na veia do governo, prefeituras, empresas e pessoas no RS”
Senhores pastores, aborto não é homicídio
https://www.osul.com.br/banca-inglesa-tenta-faturar-no-desastre-da-samarco/ Banca inglesa tenta faturar no desastre da Samarco 2024-06-22
Deixe seu comentário
Pode te interessar