Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Mundo China construirá segundo hospital para tratar pacientes com coronavírus

Governo chinês diz que obra será entregue em 15 dias e trará 1.300 leitos

Foto: Reprodução
Governo chinês diz que obra será entregue em 15 dias e trará 1.300 leitos (Foto: Reprodução)

A China deve construir um segundo hospital de emergência na cidade de Wuhan, epicentro do surto de coronavírus no país. Neste sábado (25), o veículo estatal “Jornal do Povo” informou que o prazo previsto para a entrega das obras é de duas semanas.

O novo centro terá capacidade para 1.300 leitos, que serão adicionados aos 1 mil planejados em um primeiro hospital na mesma cidade. Na sexta-feira (24), o governo chinês anunciou a construção, em apenas dez dias, de um centro de tratamento para pacientes infectados com coronavírus.

No balanço mais recente do centro chinês de controle e prevenção de doenças, o país asiático registrou mais de 1,2 mil casos de coronavírus e 41 mortes pela doença. No sábado a doença foi registrada na Malásia e Austrália, elevando a lista de países afetados pelo coronavírus para 11.

Obra emergencial

O primeiro hospital começou a ser construído na sexta-feira. O empreendimento segue o modelo de Pequim para tratamento de doenças respiratórias agudas, conhecidas como SARS. O hospital terá 1 mil leitos, uma área de 25 mil m² e deverá ser inaugurado em 3 de fevereiro.

As autoridades esperam que o novo hospital dedicado somente a casos de pneumonia viral de origem desconhecida seja concluído em tempo recorde. Segundo a agência de notícias estatal, equipes de operários trabalham 24 horas por dia na obra. Em 2003, o hospital erguido em Pequim para os casos de SARS ficou pronto em apenas uma semana.

Reforço médico

A China está mobilizando recursos médicos e profissionais de saúde em todo o país para ajudar Wuhan a controlar a epidemia, informou a agência Xinhua.

Xangai enviará 405 trabalhadores médicos em três grupos para Wuhan até o final do mês. Um grupo de 105 profissionais deverá chegar a Wuhan já na sexta-feira. Guangdong também enviará em breve 205 médicos e enfermeiros de nove hospitais da província.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

“Um homem de diálogo, construtor de boas relações”, diz o governador Eduardo Leite no velório de Ibsen Pinheiro
Serviços Urbanos reinstala luminárias no Centro Histórico de Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar