Terça-feira, 04 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre

Agro Conhecidas as campeãs da Expointer do concurso leiteiro da raça holandesa

Compartilhe esta notícia:

Vencedores nas categorias Vaca Adulta e Vaca Jovem comemoraram com o tradicional banho de leite na pista de julgamento. (Crédito JM Alvarenga/Divulgação)

Os produtores Diogo Ferraboli e Itamar Tang foram premiados com o tradicional “Banho de Leite” na tarde desta terça-feira, 28 de agosto, na Expointer 2018. Eles foram os vencedores do concurso leiteiro promovido pela Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul (Gadolando), no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS). Quinze fêmeas participaram do julgamento.

“O banho curou toda a canseira”, afirmou Ferraboli, que comemorou o primeiro lugar na categoria Adulta. O exemplar, de cinco anos, da propriedade da família, em Anta Gorda (RS), alcançou 76,590 quilos de leite produzidos durante as 24h de acompanhamento das ordenhas da competição. “Há vinte anos começamos essa atividade com as vacas de leite e trabalhamos dia e noite para conseguir esse resultado, sempre procurando evoluir o acasalamento e a genética dos animais”, destacou. De acordo com ele, o mesmo exemplar foi premiado na categoria Jovem, no concurso realizado na Expointer 2016.

Segundo Itamar Tang, vencedor na categoria Jovem, o segredo para produzir tanto é “investimento genético, sanidade, amor pelo que se faz, muito capricho, uma dieta equilibrada e orientação técnica adequada”, explicou. Seu exemplar, de três anos totalizou 65,880 quilos de leite no concurso. Este foi o quinto campeonato que a família de Farroupilha (RS) participa. “O banho de leite é uma sensação maravilhosa”, celebrou.

Conforme as regras do concurso leiteiro, foram realizadas cinco ordenhas no período de 24 horas. As duas com maior desempenho foram descartadas e o resultado final definido pela média das restantes. “O nosso concurso é muito natural. É só o que a vaca come, ingesta via oral, sem estímulo hormonal. Se ela ficar doente e necessitar de medicação é retirada da competição. Desta forma, essas produções são muito sinceras. Evidentemente que os exemplares recebem alimentação de qualidade”, destacou o presidente da Gadolando, Marcos Tang. “Então esses resultados foram muito bons. Quando uma vaca produz 70/76 quilos de leite por dia ela está fazendo mais do que a média alta de bons rebanhos de 30 quilos, em média”, finaliza, destacando que o leite é de todos.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Agro

Senac-RS, Sebrae RS e IBRAOLIVA assinam termo de cooperação para incentivar a cultura do azeite gaúcho
Leilão de rústicos Angus atinge R$ 121,5 mil
Deixe seu comentário
Pode te interessar