Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Esporte Grenal histórico da Libertadores acaba com confusão e oito expulsões

Compartilhe esta notícia:

(Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

O tão aguardado primeiro clássico da história da Libertadores terminou com empate sem gols e marcado pela confusão. Apesar de um jogo tenso e com muitas chegadas de ambos os lados, a bola não entrou.

Os primeiros minutos de jogo já mostravam o que vinha pela frente. Após falta de Edenilson em Everton, os jogadores das duas equipes se estranharam.  Aos 12 minutos, a primeira chegada do Internacional veio com o camisa 8 colorado, que aproveitou o rebote e arriscou de fora da área. Aos 24 minutos, Marcos Guilherme cortou o ataque de Diego Souza e o árbitro mostrou o primeiro cartão amarelo do jogo. Logo em seguida foi a vez de David Braz ser amarelado.

Com 32 minutos no cronômetro, o Inter teve uma oportunidade com Boschilia que tentou o toque de cobertura, mas a bola saiu pelo lado esquerdo. Na sequência, mais um cartão amarelo, desta vez para Uendel. O final do primeiro tempo ainda reservava mais dois amarelados. Musto foi punido por colocar a mão na bola e Alisson por falta em Thiago Galhardo.

O Inter voltou para o segundo tempo com Moisés no lugar de Uendel . Na sequência, Renato Portaluppi optou por Jean Pyerre na vaga de Maicon e Pepê no lugar de Alisson.  Aos 18 minutos, Jean Pyerre fez Marcelo Lomba trabalhar com um chute da entrada da área e o Inter respondeu com uma bola na trave de Edenilson.

Na tentativa de tirar o zero do placar, o técnico Eduardo Coudet colocou D’Alessandro no lugar de Thiago Galhardo. Renato respondeu com Luciano na vaga de Diego Souza. Aos 34 minutos a bola beijou o poste mais uma vez com o meia Boschilia. O Grêmio chegou na área novamente com Luciano, que aproveitou um erro do zagueiro colorado Bruno Fuchs, e chutou por cima do gol.

Aos 40 do segundo tempo, o jogo que estava se encaminhando para um empate, se transformou em confusão generalizada no gramado, resultando em oito expulsões. A briga começou com um estranhamento entre Moisés e Pepê em uma dividida de bola. Após o lance, gremistas e colorados partiram para agressão que movimentou até o banco de reservas e a comissão técnica das equipes. Após pancadaria, o árbitro Fernando Rapalini distribuiu cartões vermelhos: Luciano,  Pepê, Paulo Miranda e Caio Henrique, pelo lado tricolor, e Victor Cuesta, Moisés, Praxedes e Edenilson pelo lado colorado.

O jogo retornou minutos após a confusão, com um chute periogoso de Pedro Geromel e uma bola no travessão de Lucas Silva.

O Tricolor foi a campo com: Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, David Braz e Caio Henrique; Lucas Silva; Maicon (Jean Pyerre), Matheus Henrique, Alisson (Pepê) e Everton; Diego Souza (Luciano).

O Inter foi a campo com: Marcelo Lomba; Rodinei, Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Uendel (Moisés); Musto, Edenilson, Thiago Galhardo (D’Alessandro), Marcos Guilherme e Boschilia; Guerrero (Rodrigo Lindoso)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

“Como capitão do Grêmio, estou envergonhado” afirma Geromel após confusão em Grenal
UEFA suspende jogos da Liga dos Campeões e Liga Europa por causa do coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar