Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Partly Cloudy

Mundo Julgamento do impeachment do presidente dos EUA, Donald Trump, no Senado começa com derrota democrata

Trump pretende disputar a reeleição neste ano

Foto: Reprodução
Trump pretende disputar a reeleição neste ano. (Foto: Reprodução)

O Partido Democrata sofreu a sua primeira grande derrota no processo de impeachment contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na terça-feira (21).

No primeiro dia de julgamento no Senado, dominado pelos republicanos, os senadores negaram, por 53 votos a 47, três pedidos de intimação para apresentar documentos – dois dirigidos à Casa Branca e outro ao Departamento de Estado.

Depois, os senadores rejeitaram, com o mesmo placar, um pedido para que o chefe interino de Gabinete de Trump, Mike Mulvaney, fosse intimado a prestar depoimento.

Os senadores argumentaram que a responsabilidade pela produção de provas era da Câmara dos Deputados. No entanto, a Casa intimou o Executivo várias vezes – todas as requisições foram negadas pela equipe do presidente.

Os democratas poderão refazer os quatro pedidos negados na terça somente em outro momento do julgamento – após acusação e defesa apresentarem seus argumentos e a subsequente fase de perguntas se encerrar.

A obtenção de documentos, assim como a convocação de novas testemunhas, tornou-se um dos pontos centrais do impeachment. Uma das acusações que pesam contra Trump é justamente a de impedir que a Câmara investigasse o episódio envolvendo a Ucrânia.

O republicano teria usado o cargo para pressionar o presidente ucraniano Volodimir Zelenski a reabrir uma investigação sobre os negócios de um filho do ex-vice-presidente Joe Biden. O democrata é pré-candidato à eleição presidencial deste ano, na qual Trump disputará a reeleição.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

A Anatel planeja adiar para 2028 a renovação de licenças de telefonia celular que vencem a partir deste ano
Aumenta para 17 o número de mortes provocadas pelo coronavírus na China
Deixe seu comentário
Pode te interessar