Segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Partly Cloudy

Tecnologia O WhatsApp liberou as chamadas de áudio e vídeo em grupos

Os famosos stickers, espécie de adesivos aplicados a imagens, também estarão disponíveis em breve. (Foto: Divulgação)

O recurso que permite chamadas em vídeos para grupos no WhatsApp começou a ser liberado no Brasil. Para realizar a videoconferência, basta começar uma chamada com outro usuário e, depois, usar o botão “adicionar participantes”, que aparecerá no canto superior direito para adicionar mais contatos. O bate-papo pode reunir até quatro pessoas, a qualquer hora e em qualquer lugar.

De acordo com a empresa, os mais de 1,5 bilhão de usuários do aplicativo já passam mais de dois bilhões de minutos em chamadas.

Essas chamadas em vídeo somente podem ser feitas pelos aplicativos para Android e iOS, portanto, não são realizadas por meio do WhatsApp Web, no computador.

A novidade já tinha sido anunciada por Mark Zuckerberg, na conferência anual de desenvolvedores da empresa, a F8, que aconteceu em maio, em San Jose, na Califórnia (EUA).

Na ocasião, também foi anunciado que o WhatsApp vai passar a oferecer os famosos stickers, espécies de adesivos aplicados a imagens. Essa ferramenta é muito comum em aplicativos que permitem mensagens instantâneas, como SnapChat e Instagram Stories.

Boatos

A equipe do WhatsApp decidiu modificar o mecanismo de encaminhar mensagens, depois de uma série de boatos, fake news e mortes registrados na Índia. Desde o último dia 20, o aplicativo de chat passou a impor um limite quando o usuário tenta repassar um texto, foto ou vídeo para outras pessoas ou grupos. Entre as medidas iniciais também está a remoção do botão que dá acesso rápido à ferramenta, de acordo com informações do site TechTudo.

Nos últimos meses foram registrados ao menos cinco episódios de violência em território indiano. Mais de 20 pessoas foram mortas após mensagens falsas sobre supostos traficantes que estariam sequestrando e vendendo crianças. As mensagens foram disseminadas majoritariamente pelo aplicativo, que conta com 200 milhões de adeptos por lá. Já no Brasil, o WhatsApp é utilizado por ao menos 120 milhões de habitantes, de acordo com dados divulgados no ano passado.

Com a alteração no mercado indiano, o usuário que quiser repassar um conteúdo para amigos terá a opção de encaminhar para no máximo cinco pessoas ou grupos. Este limite não existia até então. Os funcionários do mensageiro não especificaram o que vai acontecer quando um participante do WhatsApp alcançar o teto.

O WhatsApp está mais generoso no restante do mundo, com limite de 20 chats para os quais cada conteúdo poderá ser encaminhado, conforme informou a equipe brasileira em resposta ao site TechTudo. A limitação anterior seria superior a 200 conversas, de acordo com alguns sites estrangeiros especializados no tema. A informação não está no documento divulgado pela empresa, que faz parte do conglomerado empresarial do Facebook.

Segundo o WhatsApp, as mudanças visam melhorar a segurança e a privacidade dos usuários no dia a dia. “Nós acreditamos que essas medidas – e que continuaremos a avaliar – poderão manter o WhatsApp do jeito que ele deve ser: um app para conversas privadas”, explica o mensageiro em nota.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Os escândalos do Facebook finalmente estão atingindo a empresa onde dói: o crescimento
A empresa chinesa Huawei ultrapassou a Apple e se tornou a segunda maior vendedora de smartphones do mundo
Deixe seu comentário
Pode te interessar